Desenvolve SP reduz juros para ajudar empresas paulistas

O Banco do Empreendedor, agente financeiro do Governo do estado de São Paulo, reduziu a taxa de juros da linha de capital de giro para auxiliar as empresas paulistas no enfrentamento dos impactos financeiros do coronavírus (covid-19). Serão disponibilizados R$ 200 milhões com condições especiais de financiamento para promover maior liquidez para as empresas.

A menor taxa de juros para essa linha de crédito da Desenvolve SP passou de 1,43% a.m para 1,20% a.m. O prazo do financiamento subiu de 36 para 42 meses. E o prazo de carência triplicou, passando de três para nove meses.

“Estão sendo promovidas diversas medidas, sob a coordenação do Governo de São Paulo, para combater os impactos do coronavírus. Não seria diferente na área econômica. Estamos, com essas medidas, buscando realizar um movimento anticíclico que visa minimizar os impactos econômicos do coronavírus na maior economia do Brasil”, explica Nelson de Souza, presidente da Desenvolve SP.

Linha de investimento: ampliação da carência
Já a linha voltada a projetos de investimento passa a ter um prazo maior de carência, que subiu de 24 meses para 36 meses. Nessa modalidade, o prazo de pagamento, que se mantém, é de até 120 meses e a taxa de juros é a partir de 0,25% ao mês, acrescida da Selic.

“Estamos disponibilizando recursos para os empresários paulistas e adequando nossos produtos para contribuir com a manutenção do ambiente econômico de São Paulo”, completou Souza.

Quem pode solicitar
Podem solicitar os financiamentos de capital de giro empresas paulistas com faturamento anual entre R$ 81 mil e R$ 90 milhões. Para os projetos de investimento, o faturamento da empresa pode ser de R$ 81 mil até R$ 300 milhões ao ano.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE