Delatado, Eduardo Cunha rompe com o governo

O presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciou nesta sexta-feira e faz parte agora da oposição ao governo Dilma Rousseff. Em entrevista coletiva, Cunha afirmou que tem convicção que as denúncias contra ele e a devassa em suas contas são uma ação orquestrada pelo Palácio do Planalto.

???Há uma orquestração do governo aqui. ?? uma realidade. Por isso estou fazendo meu rompimento formal com o governo???, afirmou. ???O governo sempre me viu como uma pedra no sapato, nunca me quis na presidência da Câmara. O governo tem um ódio pessoal contra mim, o governo não me engole???, continuou o parlamentar.

Cunha disse ainda que o vice-presidente Michel Temer e o presidente do Senado Renan Calheiros, ambos do PMDB, já foram comunicados de sua decisão. “Michel Temer respeita minha posição, não tenho rompimento com ele”, afirmou. O deputado disse ainda que Calheiros concorda com a avaliação de que as denúncias contra Cunha são uma orquestração do governo.

Agora, o deputado afirma que vai trabalhar para que todo o PMDB passe para o lado da oposição ao governo petista. O partido, maior aliado do PT no governo, tem congresso marcado para setembro. Segundo Cunha, caso a sigla decida por romper com o Palácio do Planalto, deve deixar os ministérios que ocupa hoje.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE