Edit

Dalben solicita “Carretas de Mamografia” para Sumaré

O deputado estadual Dirceu Dalben (PL) está solicitando ao Governo do Estado a inclusão de Sumaré e diversas cidades paulistas no cronograma do programa “Mulheres de Peito”, que oferece exames de mamografia gratuitamente e sem necessidade de pedido médico ou agendamento para mulheres de 50 a 69 anos. Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e a queda nos números de casos, as “carretas de mamografia” voltarão a circular pelos municípios paulistas no próximo mês, conforme anunciou o Governo do Estado esta semana.

“Muitos exames de rotina e preventivos deixaram de ser realizados por conta da pandemia e, agora, precisamos agilizar esses atendimentos. Neste sentido, é muito importante a retomada do programa ‘Mulheres de Peito’ – seguindo, claro, os protocolos de prevenção e combate à Covid-19. As mamografias permitem o diagnóstico precoce de câncer de mama e sabemos que, quanto antes os tratamentos são iniciados, maiores são as chances de cura. As mulheres merecem este cuidado e atenção”, disse Dalben.

Para Sumaré, município onde reside, o deputado destacou a importância de que as carretas percorram todas as regiões (Centro, Picerno, Nova Veneza, Maria Antonia, Área Cura e Matão), facilitando o acesso das mulheres sumareenses ao serviço, uma vez que a cidade, de aproximadamente 290 mil habitantes, é seccionada por rodovia, ribeirão e linha férrea.

Dalben também solicita que as carretas estacionem em outros municípios paulistas, como Hortolândia, Paulínia, Americana, Campinas, Bauru, Marília, Mococa, Barretos, entre outras cidades dessas e demais regiões do estado.

COMO FUNCIONA

O programa “Mulheres de Peito” tem o objetivo de conscientizar as mulheres paulistas sobre a importância da realização da mamografia, facilitando o acesso ao exame. Para realizarem o procedimento, as mulheres com idades entre 50 e 69 anos precisam apenas comparecer à carreta itinerante, apresentando RG e cartão SUS. Caso sejam detectadas alterações no exame ou suspeita de câncer, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do SUS para fazer exames complementares, acompanhamento ou tratamento, conforme as particularidades de cada caso.

Para contribuir com a agilidade e qualidade do diagnóstico, além do mamógrafo, cada carreta possui conversor de imagens analógicas em digitais, impressoras, antenas de satélite, computadores, mobiliários e sanitários. Há equipe multidisciplinar composta por técnicos em radiologia, profissionais de enfermagem e funcionários administrativos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE