Dalben quer merenda agrícola escolas

O prefeito de Sumaré Luiz Dalben (PPS) anunciou que quer retomar parceria com os agricultores familiares sumareenses para fornecimento de alimentos para a merenda escolar. A vontade política do Chefe do Executivo foi apresentada durante reunião envolvendo representantes da Prefeitura, agricultores e promotoria de justiça.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Silvio Coltro, presente no encontro no auditório da ACIAS (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Sumaré), o prefeito Luiz Dalben quer que o município volte a oferecer na merenda escolar as frutas, hortaliças e legumes produzidos pelos 254 agricultores familiares. “O prefeito solicitou atenção especial em relação a este trabalho e agora vamos fazer um levantamento de iniciativas que deram certo em outras cidades para, depois, apresentar um projeto que venha a atender a Lei Federal n° 11.947/2009 e a Resolução MEC/FNDE n° 26/2013. Elas determinam que, ao menos 30% dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação sejam destinados a produtos da agricultura familiar para execução do Programa Nacional de Alimentação Escolar”, destacou Coltro.

Para o vereador Ulisses Gomes, após quatro anos de inoperância, a Prefeitura volta a ter interesse em adquirir os produtos agrícolas produzidos no município. “Vejo vontade política do governo do prefeito Luiz Dalben, valorizando a agricultura familiar da nossa cidade. Isso é positivo e acredito que em breve a merenda escolar voltará a contar com produtos produzidos em nossa terra”, afirmou o vereador, que mora em um dos assentamentos de Sumaré.

Presentes no encontro ainda estavam agricultores que participam da COOPASUL (Cooperativa de Produção e Comercialização dos Assentamentos de Sumaré). Marlene da Silva destacou o empenho da Prefeitura e comentou que, atualmente, a produção local vem sendo comercializada com outras cidades, como Hortolândia e Guarulhos. “Produzimos e vendemos para fora e gostaríamos muito de poder oferecer os alimentos para a merenda das crianças de nossa cidade. Potencial a cooperativa tem de sobra para aumentar a produção e atender esta demanda”, afirmou Marlene.

Estima-se que o valor total anual que poderá ser repassado à agricultura familiar pelo fornecimento de alimentos para a merenda escolar é de aproximadamente R$ 1,5 milhão ao ano. “A agricultura familiar é um trabalho fantástico e nada mais justo a Prefeitura de Sumaré comprar alimentos produzidos em nossa cidade para fornecimento da merenda das nossas crianças. Apoio essa iniciativa e tenho a mais absoluta certeza que em breve retomaremos esse programa que gera emprego e renda para o trabalhador do campo sumareense”, destacou o prefeito Luiz Dalben.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE