DAE intensifica ações de conservação da ictiofauna e a fauna

O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Santa Bárbara d???Oeste iniciou, na semana passada, o levantamento de ictiofauna ??? conjunto de espécies de peixes ??? nas Represas Areia Branca e São Luiz. Com base nas espécies de peixes encontradas, é possível monitorar a condição ambiental dos reservatórios e as possíveis alterações no ambiente, auxiliando no direcionamento das ações destinadas a melhoria do equilíbrio ecológico local.

Os trabalhos de coleta e estudo dos peixes (ictiofauna) encontrados nas represas de abastecimento do município resultarão em diagnósticos que serão encaminhados à equipe da Diretoria de Gestão Ambiental do DAE, responsável por acompanhar o biólogo e os técnicos da empresa contratada pela autarquia, a Caapuã Etê Engenharia Ambiental Ltda. O contrato prevê ações até março de 2020.

Serão feitas quatro ações de capturas para diagnóstico das espécies de peixes, contemplando as diferentes estações do ano, e após esse levantamento, caso constatada a necessidade, serão efetuadas ações de repovoamento atendendo aos conceitos de densidade e diversidade para o local. Paralelamente, o DAE ampliou o leque de análises laboratoriais  da qualidade da água, passando a detectar novos parâmetros que permitem aprimorar ainda mais o controle da qualidade.

Em parceria com técnicos das secretarias municipais de Saúde e Meio Ambiente, o município trabalha no monitoramento da fauna, com levantamento das espécies de aves, répteis e mamíferos. Para tanto, os técnicos estão percorrendo as áreas no entorno das represas, além de outras formações consideradas corredores ecológicos importantes ou fragmentos de mata significativos, como e o caso da margem do Rio Piracicaba e do Vale do Comanche. Munidos de binóculos e máquinas fotográficas para registro das espécies, os levantamentos são feitos através de avistamentos, pegadas, rastros e armadilhas automáticas de captura de imagens, que são utilizadas em trilhas de animais previamente identificadas e registram o deslocamento no período noturno.

Com base nos dados obtidos nesses diversos estudos de fauna, o município passará a ter parâmetros para propor, programar e aplicar possíveis medidas mitigadoras adequadas à redução ou eliminação dos impactos sobre o meio ambiente. Todo esse trabalho direcionado a fauna, se complementa com o maior projeto de restauração florestal dos nossos mananciais desenvolvido até hoje, em que o DAE e a Prefeitura de Santa Bárbara d???Oeste plantarão mais de 250 mil mudas de árvores nativas nas APPs da Bacia do Ribeirão dos Toledos.

A conexão ecológica de fauna e flora é fundamental para a estabilidade dos ecossistemas, pois entre os benefícios alcançados, existe o aumento de água disponível com a preservação das APPs, a melhoria dessa água produzida no manancial, a recuperação das comunidades de animais e plantas existentes e dependentes de boas condições ambientais, e por fim, isso tudo proporciona uma melhor qualidade de vida a população barbarense que é abastecida com uma das melhores águas do Brasil.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE