DAE faz palestra sobre Sistema de Esgotamento Sanitário

Nesta quinta-feira (20), o Departamento de Água e Esgoto (DAE) de Americana realizou palestra sobre o Sistema de Esgotamento Sanitário Balsa-Gruta direcionada aos moradores e usuários da Unidade Básica de Saúde da região do Parque Gramado. A atividade faz parte do Programa Técnico Social de Educação Ambiental que está sendo desenvolvido junto à comunidade do bairro São Jerônimo, onde está sendo construída uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com investimento de R$ 32,6 milhões.

O objetivo do projeto social é realizar o trabalho de educação ambiental durante todo o processo da obra de construção da ETE Balsa, com a realização de palestras para a comunidade, escolas e igrejas, segundo o engenheiro ambiental do DAE, João Marco Alves de Oliveira. “Nas palestras procuramos informar os detalhes do andamento, benefícios e impactos da obra, buscando explanar as questões socioambientais da região. A parte de educação ambiental também é abordada procurando conscientizar e orientar sobre a utilização correta da rede de esgoto e uso racional da água, por exemplo”, explicou o engenheiro.

A palestra, realizada nesta quinta-feira na UBS do Parque Gramado, foi realizada para os usuários do Programa Saúde da Família. “Os funcionários executam um trabalho de Educação em Saúde, ministrando palestras de orientação aos usuários da unidade. Hoje, a palestra realizada foi sobre o Sistema de Esgotamento Sanitário Balsa Gruta e outros assuntos relacionados”, informou João Marco. A coordenadora da UBS, a enfermeira Myrna de Oliveira Martins, acompanhou os trabalhos.

A Estação de Tratamento e Sistema de Esgotamento Sanitário Balsa – Gruta está sendo construída com investimentos na ordem de R$ 32,6 milhões, sendo R$ 26,2 milhões provenientes de recursos do Governo Federal – Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e R$ 6,4 milhões de contrapartida do DAE. A obra está prevista para ser concluída em 2020.

Os bairros beneficiados com a ETE Balsa contam com, aproximadamente, 89,1 quilômetros de redes coletoras, que estarão interligadas à Estação para o tratamento de esgoto de 40 mil habitantes, além de tratar o córrego da Gruta e devolver água limpa ao Rio Piracicaba.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE