Curso de Depilação forma nova turma

Mais 10 cidadãs novaodessenses estão qualificadas e aptas a empreender o próprio negócio na área de beleza e estética. Através do Fundo Social de Solidariedade, a Prefeitura formou nesta terça-feira (11) nova turma no curso de Depilação. Na ocasião, foram entregues certificados de conclusão às alunas do projeto viabilizado por meio da Escola de Beleza, do Governo do Estado de São Paulo.

A qualificação oferecida gratuitamente pela Administração Municipal foi ministrada pela esteticista Rosi Lobão. “Tivemos um curso muito intenso e proveitoso, que não teve nenhuma desistência”, destaca a profissional. “Costumo dizer às meninas que quero vê-las correndo atrás de seus objetivos, realizando sonhos”, acrescenta ela, que já qualificou turmas em outros cursos da Escola de Beleza.
“Mesmo atuando nessa área não me vejo formando concorrentes, mas sim amigas. São ótimas oportunidades pra elas, não apenas pela qualificação em si, mas tendo em vista que no mercado são cursos caros”, completa Rosi Lobão. A primeira-dama e presidente do Fundo Social, Andréa Souza, acrescenta: “A Administração está oportunizando as pessoas, dando possibilidade de geração própria de renda”.
Uma das alunas formadas é Cristina Katiana, de 22 anos. “Em meio a crise que a gente está, esse curso é oportunidade de ganhar dinheiro de forma autônoma”, destaca a jovem, que pretende iniciar imediatamente a atuação no ramo da beleza. Um pouco diferente do caso de Queli Rodrigues, 35, que já possuía um salão de beleza e fez o curso de Depilação pensando em ampliar a gama de serviços ofertados.
“Temos várias opções no meu salão (no bairro Klavin) e as clientes pediam a depilação”, conta. A qualificação permite às mulheres cuidarem dos próprios filhos em casa, enquanto trabalham no mesmo local. Queli tem dois filhos pequenos, de 4 e 8 anos, e pode trabalhar estando com eles em casa. “Dessa maneira consigo administrar o trabalho e os filhos, obtendo uma renda e cuidando deles”, completa.
A mesma situação poderá ser vivenciada por Rosângela Aparecida da Silva, 34, que está grávida de 4 meses. “Enquanto estou gestante consigo trabalhar e depois fico em casa pra cuidar do bebê também. ?? uma oportunidade ótima”, ressalta. “Estou conversando com colegas pra abrir alguma coisa juntas”, finaliza. Rosângela inclusive já adquiriu macas e pretende comprar outros equipamentos.
No último dia 3 foi iniciada mais uma turma de qualificação pelo Fundo Social de Solidariedade. São 19 mulheres e um homem no curso de Designer de Sobrancelha, que começou aulas no CAS (Centro de Atendimento Social), do Jardim São Jorge. O foco da oficina são as pessoas, principalmente mulheres, que estão desempregadas e não possuem uma qualificação específica na área.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE