Cuidados com tempo frio

As temperaturas caíram drasticamente nos últimos dias e, com isso, aumentam os casos de doenças infectocontagiosas nesta época do ano. Segundo a Secretaria de Saúde, alguns cuidados são importantes para se prevenir e manter a saúde em dia.

Embora o instinto natural seja de ficar em ambientes fechados na tentativa de se manter mais aquecido, a primeira orientação da enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Nova Odessa, Paula Mestriner, é manter os locais ventilados, com portas e janelas bem abertas para facilitar a circulação de ar. “Ao manter um ambiente fechado, você está fazendo com que o vírus se mantenha no local, contribuindo consequentemente para a transmissão de doenças”, explicou. “A orientação, em especial para quem tem crianças, é se agasalhar mais e manter a casa bem ventilada”, afirmou.
Outra orientação importante para evitar a transmissão de doenças, é lavar frequentemente as mãos com água e sabão e higienizá-las com álcool em gel 70%. “Beber bastante líquido, em especial água, e comer bem também é importante para manter a saúde em dia”, continuou Paula.
A coordenadora da Vigilância Epidemiológica lembrou também que as pessoas que integram os grupos de risco ??? crianças entre 6 meses e cinco anos incompletos, gestantes, puérperas, profissionais de saúde, portadores de doenças crônicas e idosos ??? devem tomar a vacina contra a gripe, que está sendo aplicada nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade.
Ela alertou ainda sobre a importância de manter a carteirinha de vacinação sempre atualizada. “A vacina é a forma mais eficaz de se manter imune a determinadas doenças, algumas delas comuns nesta época do ano. Por isso, é importante passar na UBS mais próxima de sua casa e levar a carteirinha para verificar se a imunização está em dia ou se é preciso reforço de alguma dose”, afirmou.
Paula destacou ainda que, em casos de suspeita de alguma doença, a orientação é para que o paciente procure o serviço de saúde para ser examinado por um profissional.
BAIXA UMIDADE ??? Embora neste ano o início de junho tenha sido marcado por chuvas intensas, este período é, geralmente, característico por conta de baixas temperaturas e tempo seco e, consequentemente, baixa umidade do ar.
Índices baixos podem desencadear quadros de rinite, asma, bronquite e outras complicações alérgicas e respiratórias ocasionadas pelo ressecamento das mucosas, sangramento pelo nariz, ressecamento da pele, irritação dos olhos, garganta seca, cansaço e maior risco de infecções virais e bacterianas.
A orientação, neste caso, é para que o paciente aumente a ingestão de água, para hidratar o corpo, e também faça a higienização das mãos com maior frequência, prevenindo assim a propagação de doenças e removendo maior quantidade de microrganismos, diminuindo, consequentemente, o risco de infecções.
Colocar “toalhas molhadas na janela ou bacia com água nos cômodos também ajudam a deixar o ambiente mais úmido e amenizar tais problemas de saúde.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE