Cristina e Cauê cobram por viaduto

A prefeita de Sumaré, Cristina Carrara (PSDB) reuniu-se na quinta-feira (11) com o governador do Estado de São Paulo,
Geraldo Alckmin (PSDB), e o deputado estadual e líder do Governo na Assembleia, Cauê Macris (PSDB), para tratar do andamento do processo de
aprovação final e obtenção das licenças para o início da obra do novo viaduto que vai ligar a Região Central às demais regiões da cidade,
entre as avenidas José Mancini e da Amizade.

Segundo o governador, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), estatal responsável pela execução da obra, protocola ainda este
mês na Cetesb o EIA-RIMA (Estudo de Impacto Ambiental-Relatório de Impactos ao Meio Ambiente), visando a realização de uma audiência pública
ambiental e, por fim, a obtenção da licença ambiental.

No final de dezembro, a EMTU já havia protocolado na Secretaria de Estado da Cultura o projeto básico do viaduto (que deve ser complementado
até março com o projeto de restauração de toda a área tombada adjacente). A empresa finaliza, no momento, os projetos executivos necessários
para a licitação.

???Conversamos com o governador sobre o andamento das últimas etapas do processo de preparação para o início das obras do tão aguardado viaduto
que vai ligar a Região Central às demais regiões da cidade. Muitas etapas já foram vencidas e a EMTU deve protocolar ainda este mês na Cetesb
mais um passo importante, os estudos ambientais. Também já há um orçamento detalhado. Estamos acompanhando atentamente as etapas desta obra
tão importante para a reestruturação do Sistema Viário de Sumaré, que priorizamos junto ao Governo e que temos a garantia de que será
executada mesmo neste período de crise econômica no Brasil???, afirmou a prefeita após a reunião.

???O viaduto é uma realidade, ele está acontecendo. Infelizmente, nosso plano inicial foi atrasado em quase dois anos por causa do inesperado
tombamento (dos prédios da Subestação, ao lado da qual passará o novo viaduto), mas já superamos este entrave???, reforçou a chefe do Executivo.

???Este viaduto é uma importante obra para Sumaré, ???ligando??? os dois lados da cidade divididos pela linha do trem. Depois de atravessar diversas
etapas, pois a obra passa por cima de patrimônio cultural tombado, enfim o projeto irá para o licenciamento ambiental e licitação. A obra será
executada pela EMTU e integra o Corredor Metropolitano???, finalizou Cauê Macris.

OR??AMENTO

Já tendo concluído o projeto básico do viaduto e outros estudos, a empresa também divulgou um orçamento prévio mais preciso para a obra e
demais intervenções no entorno da Subestação. Segundo a EMTU, o valor estimado está em R$ 58,1 milhões, sendo R$ 45 milhões para o viaduto
propriamente dito, R$ 4,5 milhões para a revitalização e restauro do patrimônio ferroviário na área da antiga Subestação e mais R$ 8,6 milhões
em desapropriações.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE