Crise aumenta pirataria no comércio de óculos

A crise econômica no País causou um aumento de 11% no comércio de produtos ópticos ilegais ou piratas nos últimos dois anos. O setor óptico brasileiro, que já convivia com 45% de ilegalidade em 2014 saltou agora para impressionantes 50%.  No ano passado, o setor registrou faturamento na casa dos R$ 20 bilhões de reais.
Além da questão financeira em si, outro fator que tem ajudado o aumento do contrabando no setor é a inoperância de alguns órgãos de inteligência e repressão do governo, especialmente em função da indefinição política do país no mesmo período.  Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 50% da população no mundo sofre com algum tipo e deficiência visual, das mais simples às mais graves, como a cegueira. Já no Brasil, segundo o último Censo do IBGE, realizado em 2010, apenas 36 milhões de brasileiros afirmaram fazer uso de algum tipo de correção visual. “Podemos estimar que haja algo em torno de 60 milhões de pessoas no País que não usam e que, pior, talvez nem saibam que precisem de óculos, pela simples falta de acesso a exames e a receitas médicas.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE