Cresce procura por curso de ‘novas línguas’

         Os estudantes da rede estadual estão ampliando o repertório de idiomas. Levantamento feito pela Secretaria da Educação de São Paulo revelou um aumento de 25% do número de matrículas em cursos de francês e italiano. Os dados são referentes ao período de 2014 e 2015. As aulas são oferecidas, de forma gratuita, nas 223 unidades do Centro de Estudos de Línguas (CEL) da capital, região metropolitana e interior paulista. A programação do segundo semestre começa agora em agosto.
          Entre fevereiro e junho, 3.557 estavam em classes de francês, contra 2.837 no ano passado. Já o número de alunos de italiano chegou a 1.071, ante 845 em 2014. As aulas no CEL são abertas a estudantes a partir do 7º ano do Ensino Fundamental e têm duração de seis semestres (ou três anos). O foco do programa é ensinar os conceitos da língua, da gramática à pronúncia correta das palavras, e aperfeiçoar a conversação. Além do francês e italiano, há turmas também de inglês, alemão, espanhol, japonês e mandarim.          Para incentivar os alunos a estudar outros idiomas, a Secretaria também aposta em materiais complementares. Vídeos, música e até quadrinhos são utilizados em sala de aula junto com livros textos e exercícios. A ideia é dar autonomia aos estudantes e propor uma metodologia de ensino que privilegie situações do cotidiano (entrevista de emprego, viagem, troca de e-mails) e também os aproxime da história de alguns países.          “Os Centros de Estudo de Línguas são espaços de ampliação de conhecimento na rede estadual. As aulas são oferecidas sempre no contraturno (manhã ou tarde) e contribuem para a construção de um currículo e  da própria bagagem cultural. Ao fim dos módulos, todos os alunos recebem certificados e podem dar continuidade aos estudos aqui no Brasil ou até fora do País”, explica a coordenadora do CEL, Valéria Tarantello.Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE