Covid tem mais morte e muitos casos em Americana

A Prefeitura de Americana, por meio da Vigilância Epidemiológica, informou nesta sexta-feira (4) que foi registrado mais um óbito por Covid 19, totalizando 182 mortes de residentes no município por esta doença. Uma idosa de 91 anos, moradora do bairros Cidade Jardim, faleceu hoje, 4 de dezembro, em hospital particular. Ela tinha doenças cardíaca e neurológica crônica. Campinas já divulgou um plano para a vacinação, prometida pra janeiro.

Novos positivos

O boletim atualizado trouxe ainda 71 novos resultados positivos de Covid-19, sendo 54 após realização de exames PCR e 17 após realização de testes rápidos.

Novos suspeitos

Americana também registrou 66 novos casos suspeitos de Covid-19, sendo que três estão internados e 63 estão em isolamento domiciliar aguardando os resultados de exames PCR.

Quadro geral

O quadro geral da Covid-19 em Americana é o seguinte: 6.957 casos positivos, sendo 182 óbitos, 17 internados, 284 em isolamento domiciliar e 6.474 recuperados; 189 casos suspeitos aguardam resultados de exames, sendo 29 internados em hospitais e 160 em isolamento domiciliar. Além disso, o município contabiliza agora 11.247 casos que eram considerados suspeitos, mas que já foram descartados pelo resultado de exame negativo.

 

Ocupação de leitos

A Secretaria de Saúde de Americana informou, nesta sexta-feira (4), que a ocupação de leitos destinados exclusivamente para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 é de 43% com respiradores (de 56 no total, 24 estão ocupados) e de 38% sem respiradores (de 71 no total, 27 estão ocupados). Esse percentual leva em consideração todos os leitos do município, tanto do Hospital Municipal, quanto dos hospitais particulares.

A ocupação de leitos apenas no Hospital Municipal é a seguinte: 59% com respiradores (de 17 no total, 10 estão ocupados) e 44% sem respiradores (de 18 no total, 8 estão ocupados). A ocupação de leitos em cada um dos hospitais particulares de Americana está disponível no site: www.americana.sp.gov.br/coronavirus

Ressalta-se que os dados do boletim da Vigilância Epidemiológica com relação aos internados podem ser divergentes dos dados de ocupação de leitos em razão de alguns fatores. O principal deles é que o boletim registra apenas os casos de residentes em Americana e a ocupação de leitos pode ser de pessoas que não residem no município, por isso, não constam no boletim. Outras situações são o tempo de notificação oficial do paciente internado e ocorrências de altas ou óbitos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE