Covid-19. Giovana vai ao Ministério Público

A vereadora de Americana Giovana Fortunato- PDT- enviou documento ao MP- Ministério Público pedindo que sejam apuradas denúncias que indicam que a cidade não está preparada para atender um crescimento no número de casos de Covid-19 na cidade. As denúncias, segundo Giovana, vêm de profissionais da saúde que trabalham para a prefeitura.

Leia mais- Americana tem quase 70% de ocupação de leitos pra Covid-19

Exmo. Senhor Promotor de Justiça Dr. Clóvis Cardoso Siqueira

Recebemos denúncias de médicos e funcionários do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi de que nesta data (03/06/2020) a situação do Hospital Municipal de Americana beira o colapso em função do aumento do número de casos de Covid-19 no município.

Segundo os profissionais – que preferem não se identificar por medo de represálias – hoje são 16 pacientes internados com suspeitas e já não existe mais espaço para novos internados nos leitos destinados a pacientes com suspeita de Coronavírus, já que o limite de leitos são de 15 unidades, segundo reportagem publicada em jornal da cidade no dia de 28 de maio de 2020.

Ainda de acordo com os relatos, “pacientes que deveriam estar internados em enfermaria estão ficando na observação com distância menor que um metro uns dos outros”, fato este que desrespeita determinação do Ministério da Saúde cuja distância ideal é de no mínimo 1,5 m.

Os profissionais expõe ainda que a sala de semi UTI (Unidade de Terapia Intensiva), criada para isolar pacientes com a comprovação de contaminação por Covid-19 “está lotada” e os pacientes não são assistidos por médicos intensivistas.

A unidade respiratória, que foi anunciada e sequer inaugurada pela Administração, segue fechada com os respiradores funcionando na semi UTI. Além disso, os testes rápidos para suspeitos de Coronavírus somente são realizados se os pacientes estiverem internados.

Quanto a  Unidade de Tratamento Intensivo- UTI, segue com oito pacientes e, segundo relatos dos profissionais, nunca recebem o décimo paciente, número de leitos oficiais da unidade de Saúde. Além disso, um dos leitos de UTI está “Bloqueado KPC”, segundo censo de pacientes com a data de hoje 03/06/2020 (em anexo) encaminhado pelos profissionais. A KPC é conhecida popularmente como “superbactéria” e pode causar a morte de pacientes internados acometidos por outras enfermidades.

Sendo assim, solicitamos a possibilidade do Ministério Público adotar as medidas pertinentes com a máxima urgência e nos colocamos a disposição para acompanhar, caso entenda necessário a fiscalização, como profissional sanitarista e /ou representante do legislativo.

 Na oportunidade apresentamos protestos de elevada estiam e consideração

Atenciosamente,

 

Maria Giovana Fortunato

Vereadora PDT

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE