Convenções partidárias mantidas pra julho

 Convenções partidárias mantidas pra julho

Mesmo com a data da eleição mudando para 15 de novembro, as convenções partidárias ficarão mesmo para o prazo entre 20 de julho e 5 de agosto. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, instituiu o Grupo de Trabalho (GT) que vai estudar e definir diretrizes para o funcionamento das convenções partidárias virtuais que escolherão os candidatos das Eleições Municipais 2020.

Leia mais- TSE aprova convenções virtuais

Os partidos devem começar a se mexer nas próximas semanas para concluir até 5 de agosto quem serão os candidatos a prefeito e a vereador. A mudança na data da eleição dificilmente vai alterar o prazo para as convenções, uma vez que o TSE não vai trabalhar com hipóteses, e sim seguir o cronograma válido até agora.

O GT que vai definir as normas para as convenções virtuais será presidido pelo ministro Luis Felipe Salomão e terá, entre outras, a função de analisar e propor regras destinadas a viabilizar o controle de autenticidade da ata de convenção pela Justiça Eleitoral.

Relacionados