Contra a homofobia

Obras de arte que alertam contra a homofobia são maneiras de alertar para um tema que muitas vezes se faz presente de maneira velada. Enfocá-lo de maneira direta é o grande mérito do filme chileno ‘Nunca vas a estar solo’, de Alex Anwandter. A maneira clara e direta de enfocar dois aspectos da questão merece destaque.

O protagonista é um rapaz de 18 anos que vive com o pai, gerente de uma fábrica de manequins. O jovem, que mantém um relacionamento homossexual, é violentamente atacado na rua e internado num hospital para diversas cirurgias plásticas. Começa então a saga do pai em duas direções. Ambas igualmente complexas.
Por um lado, ele começa a tirar o véu da homossexualidade que ele mesmo tinha colocado sobre o filho. ?? por meio de relatos externos, de vizinhos e de amigos dele que começa a descobrir a sexualidade de quem convivia sem viver de fato sob o mesmo teto. Em paralelo, verifica como plano de saúde não paga pela agressão sofrida.
As duas dimensões se aglutinam na maneira de lidar com a dor. O preconceito próprio, as dificuldades financeiras e as marcas de ser pai com um filho que não atende às expectativas se mesclam em múltiplos desdobramentos. Ele percebe que é mais fácil fabricar um manequim artificial do que com um ser vivo, com vontades próprias numa sociedade preconceituosa, onde a diferença é geralmente vista como aberração e tratada com intolerância.
Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE