Consumidor ‘se assanha’ em janeiro

Os paulistanos ficaram mais interessados em contratar linhas de crédito neste mês, em relação a janeiro de 2013, segundo a Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento (PRIE) da FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo). No período, o Índice de Intenção de Financiamento cresceu 21,4%. No comparativo mensal, o crescimento foi de apenas 2,9%, resultado impactado pela piora do Índice de Segurança de Crédito no fim do ano, que caiu 7,3% de dezembro para janeiro. Ainda assim, a variação desse indicador em no ano foi positiva, apontando crescimento de 2,5%.
De acordo com a área econômica da entidade, a deterioração da segurança de crédito era esperada para o mês de janeiro devido à redução do número de pessoas com aplicações financeiras, de 41,4% para 38,4%.
Entre os investidores, a maioria concentra o dinheiro na caderneta de poupança (77,7%). Fundos de renda fixa são a principal aplicação para um em cada dez (10,7%), seguidos por planos de previdência privada, com 4% do total e por ações (2,7%). Outras formas de aplicação financeira somaram 4,9%.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE