Construção civil tem leve retração em março

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), divulgou esta semana os dados de emprego do setor da construção civil referentes ao mês de março de 2017. A pesquisa é realizada pelo  SindusCon-SP em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), com base em informações do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE) e se difere dos dados divulgados pelo Caged no mês de comparação e na possibilidade de analisar o setor da construção civil regionalmente e em detalhes.

Em Americana o saldo registrado foi negativo em 0,1%, em comparação com fevereiro de 2017. O percentual corresponde a -4 postos de trabalho gerados na cidade, no mês de referência. O último índice positivo foi em fevereiro, com alta de 1,18%. Ainda em comparação com o primeiro mês do ano, na região de abrangência do SindusCon-SP ??? Regional Campinas, Indaiatuba registrou o maior crescimento enquanto Piracicaba ficou com a maior queda. Na comparação com o mesmo período de 2016, a variação fica em -1,84%, com queda de 77 vagas. Atualmente, o estoque acumulado de trabalhadores é de 4.103 pessoas com carteira assinada em Americana.
“Ainda vivemos um cenário de incertezas e isso afeta diretamente a confiança do empresário quanto a novas contratações. Ainda assim, vemos que as quedas tem sido menores a cada mês, o que sinaliza uma tendência a estabilidade”, explica o diretor do SindusCon-SP ??? Regional Campinas, Marcio Benvenutti.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE