Construção civil segue aquecida em 2021

O ano de 2020 tinha tudo para não ser tão bom para a construção civil, mas o grande desejo dos brasileiros em conquistar a casa própria e as condições comerciais e econômicas favoráveis transformaram o medo e as incertezas em bons negócios para empresas do setor e para os consumidores que conseguiram realizar o sonho da casa própria. O novo ano que se inicia chega com otimismo e carregando os bons números de vendas de imóveis. Empresas como a MRV já preparam para vários lançamentos por todo o país. Presente em Campinas (SP) há 24 anos, a MRV projeta apresentar ao mercado 09 novos empreendimentos em 2021, somando as novas construções para Campinas e as demais cidades que compreendem a regional.

“A MRV fechou 2020 com um crescimento de mais de 80% nas vendas em Campinas se comparado ao ano anterior. Diante disso, as expectativas são altas para as vendas ao longo dos próximos 12 meses. Nacionalmente batemos todos os recordes de vendas líquidas”, fala Ítalo Pita, Gestor Executivo Comercial da empresa.

Os bons números da MRV refletem o do mercado como um todo. De acordo com últimos dados divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), nos primeiros nove meses de 2020 as vendas de imóveis novos tiveram um aumento de 8,4% em comparação com o mesmo período de 2019 e, tiveram um crescimento de 57,5% no segundo trimestre.

“Esse bom momento é consequência de um misto de circunstância e oportunidade. As taxas de juros mais baixas, com SELIC a 2%, tornando o financiamento mais barato, e facilidades nas condições de financiamentos ofertados no mercado colaboram para esses resultados. Somados a isso, o brasileiro passou a olhar com um outro prisma o lar, que passou a ser o espaço de lazer, trabalho, de fazer atividades físicas, entre outros”, explica o executivo.

Mercado de Trabalho

O aquecimento do setor também é positivo para o mercado de trabalho. Segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, o desemprego no país atingiu em novembro um patamar de mais de 14 milhões de brasileiros. Ítalo destaca que os novos lançamentos e o crescimento nas vendas impulsionam a criação de novos postos de trabalho. “Para os próximos meses estimamos a abertura de660vagas de trabalhos para área comercial e os canteiros de obras somando as cidades de Campinas e as demais que compõem a regional como: Sorocaba, Indaiatuba, Americana, Jundiaí, Araras, Rio Claro, Limeira, Santa Bárbara d’Oeste, Mogi das Cruzes, Itatiba, Itapira, Itu, Salto, entre outras. Atualmente a empresa conta com mais de 1700 postos de trabalhos diretos e indiretos na regional”, completa.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE