Conselheiro tutelar vai ter que ter curso superior

Os vereadores de Santa Bárbara d’Oeste aprovaram esta terça-feira projeto que torna obrigatório o diploma em curso superior para candidatos ao cargo de conselheiro tutelar. O cargo é eletivo e a proposta é polêmica.
A princípio, a proposta do autor Wilson da Engenharia (PSDB), que dispõe sobre alteração do artigo 5º da Lei Municipal nº 2.266/1997, ampliava os requisitos para a candidatura ao Conselheiro Tutelar curso superior de pedagogia ou serviço social,.
Mas foi aprovada emenda do presidente Juca Bortolucci (PSDB), a qual substitui o artigo 8º. Em vez de curso superior de pedagogia ou serviço social, o presidente propõe que seja exigido apenas curso superior.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE