Edit

Como se sair bem na entrevista técnica

A entrevista técnica é uma das etapas mais importantes de um processo seletivo, onde será avaliado como o candidato aborda, reage e soluciona problemas e situações corriqueiras da empresa. Muitos encaram esta fase com nervosismo e ansiedade, prejudicando seu desempenho perante os recrutadores. Se sair bem em uma entrevista técnica pode ser determinante para a contratação, se alguns cuidados forem levados em consideração.

Dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é um dos países mais ansiosos do mundo – cerca de 33% da população sofre deste problema. Quando não administrado, esse sentimento pode impactar negativamente diversos aspectos de nossa vida, inclusive, em situações tensas como em entrevistas de emprego.

Já se tornou comum entre os candidatos encararem este momento como uma avaliação intensa, feita somente pelo recrutador, em uma dinâmica focada em perguntas e respostas. Porém, a real proposta de uma entrevista – especialmente a técnica – é completamente o oposto. Ela deve ser encarada como um bate papo entre duas pessoas, onde não somente o responsável pela seleção da companhia irá conhecer melhor o candidato, como ele também irá entender melhor o que está sendo buscado e, se possui interesse na vaga.

O entrevistador trará situações reais vividas na empresa, para descobrir de que forma os interessados iriam resolvê-las – informações que não são identificadas meramente no currículo. É o momento de mostrar tudo o que sabe, seus conhecimentos e experiências. Para que essa entrevista ocorra da melhor forma possível, é indispensável estudar a fundo a organização antes desta conversa. É inadmissível avançar com um candidato em uma entrevista, sem que ele saiba a área de atuação da empresa e o perfil exigido pela vaga em questão.

Por mais que seja uma avaliação voltada às habilidades técnicas, se engana quem acredita que as soft skills não são analisadas em conjunto. Muito mais do que ter o conhecimento necessitado, são as habilidades comportamentais que auxiliarão fortemente na resolução dos desafios da organização de forma eficiente.

Com isso, não deixe de demonstrar interesse pela vaga ofertada. Uma entrevista ativa, onde o candidato interage com o recrutador e alinha suas expectativas, pode ser muito mais marcante do que as de seus concorrentes. Inclusive, aproveite o momento para perguntar tudo o que será esperado do novo profissional. Conte todas as suas experiências, de que forma contribui para as empresas conquistarem os resultados e, mesmo que não tenha alguma experiência ou habilidade demandada, deixe claro que está disposto a aprender e evoluir.

A preparação é a chave do sucesso em uma entrevista técnica. Assim, tudo funcionará como um ciclo: mostrando seu interesse pela empresa, seu interesse por meio da interação ativa e, os caminhos percorridos durante suas conquistas profissionais. Nunca minta sobre sus habilidades, pois, eventualmente, elas serão cobradas no trabalho e podem dar-lhe uma imagem extremamente negativa no mercado. Ao invés disso, inverta a situação e evidencie sua boa vontade para crescer e aprender com a companhia. Confie em si mesmo e explore suas grandes qualidades.

Vanderlei Abrantes é cofundador da StarHire.

 

Sobre a SEDA Intercâmbios:

Com mais de 10 anos de mercado, a SEDA Intercâmbios foi fundada com o objetivo de conectar pessoas e democratizar o intercâmbio cultural, oferecendo experiências únicas que unem estudos, trabalho e lazer.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE