Como proteger cães de fogos de artifício

O  Fogos de artifício e outros artefatos típicos da comemoração geram desconforto e podem trazer uma série de problemas para a saúde do pet

O  Produto da Ceva Saúde Animal ajuda no bem-estar e conforto durante essas situações
O mês de Junho chegou e com ele começa a temporada de Festas Juninas. Conhecida pelas tradicionais quadrilhas e variadas iguarias brasileiras, a comemoração pode ser muito desconfortante para os cães.
Isso, por conta dos fogos de artifícios, biribinhas, rojões e bombinhas utilizadas durante a festividade. ???A audição dos cães é mais sensível, eles conseguem captar sons além da frequência que os humanos têm capacidade de ouvir. Por isso, o estrondo dos artefatos é extremamente incômodo para eles???, explica a Médica Veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.
Os cães costumam associar os sons intensos dos fogos como um acontecimento anormal e isso causa uma série de sensações desconfortáveis como taquicardia, tremores, vocalização excessiva, entre outros. ???Quando os artefatos explodem muito próximos ao animal, podem acontecer danos ao tímpano. Em casos mais extremos, a fobia pode levar o animal a óbito???, afirma Priscila.
Algumas medidas, como alocar um o cão em ambiente aconchegando e seguro, oferecer brinquedos e petiscos, podem ajudar a minimizar o problema, pois irão desviar a atenção do animal do barulho.  Para auxiliar nessa fase, os tutores também podem apostar no uso do ADAPTIL??? Difusor no ambiente, um análogo sintético do odor materno canino, que auxilia na adaptação dos cães em situações adversas, proporcionando a sensação de segurança, conforto e bem-estar no ambiente. 
Durante a amamentação, as cadelas produzem um odor específico que transmite conforto e segurança aos cães. ???Com tecnologia patenteada, a Ceva desenvolveu o ADAPTIL???, réplica sintética desse odor. O uso do produto no ambiente irá auxiliar o animal durante a queima de fogos, pois transmite uma sensação de bem-estar, segurança  e conforto ao cão em situações desafiadoras???, finaliza Priscila.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE