Com PRD, prefeitura quer renegociar débitos

A Prefeitura de Nova Odessa estima renegociar cerca de R$ 1,5 milhão em débitos da dívida ativa com a segunda edição do PRD (Programa de Regularização de Débitos). Os pedidos de parcelamento da dívida podem ser feitos até o dia 31 de outubro.

De acordo com o secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Daniel dos Santos, podem ser parcelados débitos contraídos até dezembro de 2014, com possibilidade de parcelamento e desconto em juros e honorários advocatícios.
Pessoas físicas poderão parcelar seus débitos em até 60 meses, com 100% de desconto nos juros e honorários e parcela mínima de R$ 60.
Para pessoas jurídicas (empresas) o prazo máximo de parcelamento foi ampliado para 96 meses e o desconto em juros e honorários varia de acordo com a quantidade de parcelas. Quem aderiu ao PRD lançado em 2013 e não conseguiu quitar seus débitos pode aderir ao novo programa, desde que tenha pago, no mínimo, três parcelas do primeiro parcelamento.
Para aderir ao programa, o contribuinte deve procurar a Central de Atendimento, que fica no Paço Municipal, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.
Pessoa Jurídica – Para os débitos de pessoa jurídica, o desconto é de 100% sobre o valor total dos honorários advocatícios, independente do número de parcelas, com parcela mínima de R$ 120.O desconto de 100% de juros é válido para parcelamentos em até 12 meses. Para pagamentos em até 24 parcelas, o desconto sobre juros é de 97%, com pagamento a título de entrada de 3% do total da dívida. O desconto é de 94% sobre os juros no pagamento em até 36 parcelas, com entrada de 5% do total da dívida.
Para 48 parcelas o desconto é de 91%, com entrada de 8% do total da dívida. O desconto é de 88% sobre os juros no pagamento em até 60 parcelas, com entrada de 10%. O desconto é de 85% sobre juros, no pagamento em até 72 parcelas, com entrada de 13%. O desconto é de 82% sobre os juros no pagamento em até 84 parcelas, com entrada de 15%. Para o pagamento em 96 parcelas, o desconto é de 79% sobre o valor total dos juros, com entrada de 18%.
Para parcelamentos superiores a 12 vezes, a entrada poderá ser parcelada em até 24 vezes.Após outubro, quando termina o programa, os parcelamentos voltam a ser feitos em 18 meses no máximo, sem descontos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE