Com pandemia, PIB do Brasil encolhe 1,5% no 1º trimestre

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã desta sexta-feira (29) o Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre deste ano. Como esperado, o dado registrou uma retração de 1,5% comparado ao último trimestre de 2019 e um recuo de 0,3% no comparativo anual.

De acordo com o IBGE, os setores que mais recuaram no período foram o de serviços, com -1,6% e representa 74% do PIB e o da indústria com um recuo de -1,4%, ambos comparados ao trimestre anterior. O destaque positivo ficou apenas para o setor agropecuário que cresceu 0,6%.

Claramente, se observa que o resultado representa a desaceleração do nível de crescimento previsto para o ano, mas ainda não reflete na totalidade do impacto da pandemia de covid-19. Um bom exemplo disso é a projeção do Banco Central divulgada no último relatório Focus, que registrou um recuo de -5,89% para este ano. Se levarmos em consideração o recuo de 0,3% ao ano registrado no primeiro trimestre, vemos que ainda há muito espaço para piorar nos próximos trimestres.

Ao mesmo tempo que os próximos dados devem confirmar a piora no cenário, aos poucos vamos passando pelo pico da pandemia por todo país. Isso torna possível que, caso não tenhamos uma nova onda de contágio, seja possível que o PIB volte ao campo positivo ainda no final do final do segundo semestre.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE