Com medo de Lula, dolar fecha semana em R$ 4,10

(Reuters) – O dólar finalmente rompeu uma sequência de sete altas consecutivas e terminou a sexta-feira em queda, mas ainda no patamar de 4,10 reais, num movimento de correção favorecido pelo humor favorável no mercado externo, mas que somente não foi maior pela cautela na seara eleitoral local.
O dólar recuou 0,45 por cento, a 4,1044 reais na venda, acumulando na semana valorização de 4,85 por cento, maior ganho semanal desde novembro de 2016. O dólar futuro recuava cerca de 0,25 por cento no final da tarde.
???Powell não trouxe nenhuma surpresa… frisou o gradualismo???, afirmou o operador da H.Commcor Corretora Cleber Alessie Machado.
Ele referia-se ao discurso do chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, pelo qual afirmou que aumentos constantes da taxa de juros pelo banco central norte-americano são a melhor maneira de proteger a recuperação econômica dos Estados Unidos e manter o crescimento do mercado de trabalho o mais forte possível e a inflação sob controle.
Endossando a postura de política monetária do Fed poucos dias depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, ter criticado as altas de juros, Powell usou o simpósio anual de Jackson Hole para ???explicar hoje porque meus colegas e eu acreditamos que esse processo gradual… continua apropriado???.
Trump, em entrevista recente à Reuters, disse que não estava ???animado??? com Powell por causa dos aumentos de juros e que o Fed deveria ser mais expansionista e ajudar na atividade econômica.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE