Colunista homenageia Zé Rico

Há uma semana morreu Zé Rico. O Zum.Deixou de luto a música sertaneja e sua raiz.A música autêntica. Clássica e atemporal.  Deixou de luto o Brasil.  José Alves dos Santos.De São José do Belmonte, Pernambuco, onde nasceu, para todos sempre. De Terra Rica, Paraná, onde se criou, para a história. De Americana, onde morava, para o recomeço. 

Zé Rico entra pra eternidade.  Romeu Januário Mattos, o Milionário, segue a estrada.”Eram dois amigos, inseparáveis, lutando pela vida e o pão”, Diz a música “Sonho de um Caminhoneiro”. 
Romeu Januário e José Alves são inseparáveis.O que a arte une, a morte não separa. Lutaram pelo pão, e conseguiram a glóriaLutaram pela vida, e conseguiram o ouro. 
As gargantas de ouro.  Conquistaram a China, com filme e canção.  Venderam mais de 35 milhões de discos. Cantaram o ventre de nossas raízes. O Brasil matuto. Sobrevivente e criativo.O país do caboclo com terra na garganta. O país de Zé Rico com Terra Rica no coração. 
Descanse em paz, Zum.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE