Coden define conselhos Fiscal e Administrativo

Em assembleia geral extraordinária realizada segunda-feira (11), com participação de acionistas, a Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) definiu as novas composições dos conselhos Fiscal e Administrativo da empresa para o biênio 2019-2020, de acordo com as diretrizes do novo estatuto social da companhia, em vigor desde novembro do ano passado. 

Para o Conselho Administrativo, composto por sete membros, foram eleitos os acionistas Eiter Cristiani, Dorival Antonio Gazzetta e Paulo Sergio Bodini, o advogado Hilton José Sobrinho, a administradora de empresas Maria de Fátima Dalmédico de Godoy, a Chiquita, diretora da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), o engenheiro civil Rean Gustavo Sobrinho, eleito pelos empregados; e o engenheiro civil Leonardo Cesar de Campos, que vai presidir o colegiado.

Já o Conselho Fiscal terá como membros o advogado e contador Edivaldo Doniseti Macario e o engenheiro civil Erik Ortolano, funcionário concursado e diretor de Obras e Planejamento da Prefeitura. A presidência ficará com o ex-vereador Jair Bento Carneiro, primeiro corregedor da história da Câmara de Nova Odessa.
Foram escolhidos ainda os suplentes Francisco de Araújo, Mileid Aparecida de Camargo e Miriam Regina Carceliano de Almeida.
A indicação dos conselheiros é prerrogativa do prefeito, uma vez que a Prefeitura de Nova Odessa é a acionista majoritária da Coden, com 99,96% das ações.

Entre as atribuições do Conselho Administrativo estão a orientação geral dos trabalhos da empresa, avaliando negócios, fiscalizando a gestão dos diretores, manifestando-se sobre o relatório da administração e as contas da diretoria, entre outras coisas. Os membros do CA vão se reunir a cada dois meses.
Já os membros do Conselho Fiscal se encontrarão mensalmente e terão como principais responsabilidades a análise das demonstrações financeiras semestrais e da prestação de contas, que é anual.
De acordo com o diretor-presidente da Coden, Ricardo Ongaro, todos os membros eleitos se enquadram na lei federal 13.303/2016, conhecida como Lei das Estatais.

INVESTIMENTOS. Durante a assembleia, o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza destacou a importância dos conselhos na gestão da companhia e avaliou os avanços do município na gestão da água, nos últimos anos.
“Investimos R$ 31,2 milhões entre 2013 e 2018. Estamos trocando toda a nossa rede de água. Essas obras já permitiram que reduzíssemos nosso índice de perdas de 45,3% para 26%, e nossa meta é chegar a 20% em 2020”, afirmou o prefeito, referindo-se à água que é perdida entre a captação e a torneira dos moradores.
O diretor-presidente da Coden elogiou o compromisso do prefeito Bill e comemorou a eficiência da rede. “Hoje, graças a esses investimentos, conseguimos entregar água a uma população muito maior captando menos. Em 2011, por exemplo, captávamos 5,9 bilhões de metros cúbicos por ano nos nossos reservatórios para atender 19,7 mil imóveis. Atualmente, captamos 5,3 bilhões de m³ para abastecer 25,4 mil unidades residenciais, comerciais e industriais”, explicou Ricardo Ongaro.
Entre modernização da rede de água, compra de  máquinas, coleta, afastamento e tratamento de esgoto, a Coden investiu R$ 50,1 milhões nos últimos seis anos.
Também participaram da assembleia o diretor financeiro da empresa, Daniel Cia Lourençatto, o gerente do Departamento Técnico, Eric Padela, e o advogado Carlos Roberto Pereira Garcia, representante da empresa de Auditoria Independente Externa que presta serviços à Coden.
A assembleia geral extraordinária atendeu ao edital de convocação publicado no Diário Oficial do Estado e em um jornal de circulação regional, nos dias 31 de janeiro, 1º e 2 de fevereiro. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE