CMDCA lacra urnas para eleição do Conselho Tutelar

O CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) de Nova Odessa realizou nesta sexta-feira (4) a lacração das dez urnas que serão usadas na eleição para conselheiro tutelar do município. A aplicação do lacre é uma das medidas para comprovar a lisura e transparência do processo eleitoral, que será realizado domingo (6) em todo o país. A cerimônia ocorreu na Diretoria de Promoção Social e contou com a presença do promotor Carlos Alberto Ruiz Nardy, representante do Ministério Público local.

O ato foi acompanhado pelo chefe de Segurança Municipal, Franco Julio Felippe, o diretor da Guarda Civil Municipal, Nilton César Alves, membros da Comissão Especial Eleitoral, responsável pela organização da eleição, candidatos e fiscais. “Convidamos os 30 candidatos inscritos para participar da cerimônia, mas apenas metade compareceu”, explicou a presidente do CMDCA e da comissão, Tathiana Zacharias Miguez.

Durante a lacração, os candidatos receberam informações sobre os horários de votação e apuração e foram orientados sobre o que pode e o que não pode ser feito por candidatos e eleitores no domingo. Os postulantes presentes também ganharam crachás de identificação, para facilitar o trabalho de fiscais e mesários no dia da votação.

De acordo com a comissão, o período de campanha eleitoral termina no sábado (5), às 22h. “A partir desse horário, candidatos e apoiadores não poderão mais pedir votos, seja por meio da entrega de materiais impressos ou publicações na internet”, afirmou a presidente da Comissão Especial Eleitoral.

No domingo, o candidato deverá comparecer ao local de votação com o título de eleitor e um documento com foto. “O eleitor também pode votar com a via digital do título. No entanto, terá de chegar à sessão com o documento aberto no aplicativo do celular [e-Título], pois os mesários não poderão ajudá-lo”, alertou Tathiana.

Segundo ela, eleitores analfabetos também podem votar, desde que consigam escrever o nome, apelido ou número do candidato. “No dia do pleito, é vedado o uso de camisetas de candidatos. No entanto, o eleitor pode entrar nos locais de votação com o ‘santinho’ do postulante. No caso dos analfabetos, o impresso pode ser usado para que ele consiga, por meio da transcrição, manifestar seu voto”, disse a presidente.

A eleição para conselheiro tutelar será realizada neste domingo, das 8h às 17h, em três escolas municipais: ‘Dante Gazzetta’, na Rua Aristeu Valente, 133, no Centro; ‘Profª Alvina Maria Adamson’, na Rua Aracaju, 215, no Jardim São Jorge; e ‘Profª Salime Abdo’, na Rua dos Mognos, 336, no Jardim Alvorada. A apuração será feita a partir das 18h, no Ginásio Municipal de Esportes ‘Jaime Nércio Duarte’, no Jardim Santa Rosa.

Embora a eleição seja facultativa, os 45,6 mil eleitores de Nova Odessa regularmente inscritos no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) podem votar. Cada eleitor deve escolher apenas um candidato de sua preferência. Serão eleitos cinco conselheiros titulares e cinco suplentes. O mandato dos eleitos começa no dia 10 de janeiro de 2020 e termina em 9 de janeiro de 2024.

Em Nova Odessa, o salário de conselheiro tutelar é de R$ 2.641,07. Além do vencimento mensal, que é atualizado anualmente com o dissídio dos servidores da Prefeitura, o defensor dos direitos da criança e do adolescente recebe vale alimentação (cesta básica) no valor de R$ 480.

ONDE VOTAR

DANTE GAZZETTA – quem vota nas escolas Dante Gazzetta, João Thienne, Dorti Zambello Calil, Alexandre Bassora, Vereador Osvaldo Luiz da Silva e Therezinha Malagueta

ALVINA ADAMSON – quem vota nas escolas Alvina Maria Adamson, Paulo Azenha, Augustina Adamson Paiva e Silvânia Aparecida Santos

SALIME ABDO – quem vota das escolas Salime Abdo, Alzira Ferreira Delegá, Joaquim Rodrigues Azenha, Simão Welsh, Haldrey Michelle Bueno e Almerinda Delega Delben

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE