Câmara veta CPI do Chute do Vice

Em sessão ordinária realizada na noite desta terça-feira, dia 26, a Câmara Municipal de Sumaré rejeitou por unanimidade a criação de uma Comissão Processante (CP) pedindo a investigação do prefeito Luiz Dalben e do vice Henrique Stein devido ao episódio dos radares móveis na cidade. Por ter sido rejeitado de maneira unânime, o documento será arquivado.
Os vereadores entenderam que o processo não seria coerente, uma vez que o prefeito Luiz Dalben apenas determinou que o vice retirasse os equipamentos móveis ??? que estavam instalados de maneira incorreta e sem anuência prévia do Chefe do Executivo –  das vias, a fim de não prejudicar a população, e considerando que o vice se exaltou ao ouvir diversas reclamações dos munícipes e a falta de transparência na implantação dos aparelhos.
A Prefeitura entende que a decisão vai ao encontro com o compromisso que a Administração tem com a população, prezando por uma gestão clara e transparente e trabalhando  para oferecer serviços dgnos e que apenas beneficiem os moradores.
O contrato para a instalação dos radares prevê o radar móvel, porém, não é porque está previsto que deverá ser utilizado pela terceirizada sem a autorização prévia do Executivo. A ordem de serviço determina os locais passíveis de implantação dos radares móveis, porém, não autoriza a instalação e funcionamento dos mesmos sem a anuência prévia do prefeito Luiz Dalben.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE