Câmara SB ‘perde’ três assessores também no STF

A Câmara de Santa Bárbara perdeu no Supremo Tribunal Federal o recurso para manter os três assessores de cada um dos 19 vereadores da casa. A exoneração desses servidores foi determinada pela justiça em março de 2018. Na época, 37 assessores parlamentares foram demitidos e cada vereador ficou com apenas 1. 
Em abril de 2018, uma liminar foi negada pelo presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Com a negativa nas duas primeiras instâncias, um recurso extraordinário seguiu para Brasília, porém não foi acatado. 
“Nós ainda não fomo notificados, mas temos conhecimento até o momento de que o Ministro Gilmar Mendes deu improcedência ao recurso. Agora volta para a procuradoria jurídica para ver as possibilidades, até mesmo de um agravo, e assim por diante, dentro dessa mesma ação”, disse o presidente da Casa, Felipe Sanches (PSC).
De acordo com Felipe, a Câmara tenta se adequar com o número reduzido de assessores, mas um remanejamento foi necessário para que os trabalhos legislativos não tivessem um impacto tão grande. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE