Cirurgia plástica na terceira idade: Cuidados necessários

Durante uma aparição surpresa em um clube de Nova York no réveillon, Madonna virou assunto na internet. Os fãs e a imprensa internacional começaram a desconfiar que a cantora de 60 anos realizou procedimentos estéticos no bumbum.

A cantora comentou em suas redes sociais na última quinta-feira (3) sobre os rumores: “Não estou desesperada procurando pela aprovação de ninguém. E tenho direito de mexer livremente em meu corpo como todos os outros! Obrigada 2019! Vai ser um ano incrível!”, escreveu ela, usando as hashtags #liberdade #respeito #semmedo #semdiscriminação.

O caso da cantora norte americana coloca em debate os procedimentos estéticos realizados na terceira idade. De acordo com o cirurgião plástico Dr. Felipe Magno a justificativa pela procura é a busca pelo envelhecimento de uma maneira mais agradável com a aparência.

???Os procedimentos mais comuns nessa faixa etária são de rejuvenescimento facial como: lifting de face ou blefaroplastia (cirurgia das pálpebras),??? declara o cirurgião.

A cirurgiã Dra. Renata Wanick explica que não há uma idade limite para fazer cirurgias plásticas, mas ressalta que independente da idade o que é relevante para a realização ou não desses procedimentos é a condição clínica do paciente.

            ???Independente da idade deve sempre estratificar a condição clínica de cada paciente antes da cirurgia. Quanto maior a idade, maior a chance desse paciente já apresentar outras doenças como: hipertensão, diabetes , etc.  Portanto, deve haver uma boa investigação e controle do risco nesses casos,??? explica a cirurgiã.

            De acordo com o Dr. Felipe Magno a restrição de cirurgia ocorre quando há risco para o procedimento como: doenças cardiovasculares avançadas ou algo do gênero.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE