Cinegrafista ferido tem morte cerebral

Rio – O cinegrafista da Band Santiago Andrade, ferido na cabeça por uma bomba durante um protesto contra o aumento das passagens de ônibus no Centro do Rio, teve morte cerebral confirmada no início da tarde desta segunda-feira pela Secretaria Municipal de Saúde.

Na última quinta-feira, ele foi levado para o Hospital Souza Aguiar e submetido a uma cirurgia de quatro horas, que terminou no fim da noite. Em nota, a secretaria informou a morte encefálica do paciente, diagnosticada nesta segunda-feira pela equipe de neurocirurgia do hospital onde ele está internado, no Centro de Terapia Intensiva.

SUSPEITO
O advogado Jonas Tadeu Nunes, que defende o tatuador Fábio Raposo, disse nesta segunda-feira que já tem a identificação do suspeito de acionar o rojão que feriu o cinegrafista. O defensor disse que o nome será entregue ao delegado Maurício Luciano de Almeida, titular da 17ª DP (São Cristóvão).

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que o tatuador foi transferido, nesta manhã, para o Presídio Bandeira Estampa, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. Fábio, que foi indiciado por tentativa de homicídios e explosão, busca se beneficiar da delação premiada.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE