Cientistas da Nasa desmentem fim do mundo

Com a proximidade do dia 21 de dezembro, David Morrison,  diretor do Centro Carl Sagan da Nasa e responsável por responder as perguntas sobre a organização na web recebeu mais de 5 mil perguntas sobre Nibiru, um suposto planeta errante que se chocaria com a Terra e a possibilidade do mundo acabar em 2012.Nesta quarta-feira (28), acompanhado de seis cientistas, Morrison realizou uma Hangout para esclarecer as dúvidas dos internautas e afirmou que ???se trata de uma fábrica de mentiras??? e que a única preocupação real são os efeitos que essas invenções estariam gerando nas pessoas. ???Em particular estou preocupado com os jovens que me escrevem e dizem estar terrivelmente assustados, sem poder comer ou dormir. Alguns tem pensado até em suicídio???, disse Morrison.Ele citou o caso relatado por um professor de pais que haviam planejado matar seus filhos para escapar do apocalipse ???O que é uma piada para muitos e um mistério para outros está preocupando algumas pessoas e por isso é importante que a Nasa responda a essas perguntas???.Sobre o calendário Maia, Morrison disse que nenhum especialista sobre o tema pode dizer que isso implica em alguma profecia apocalíptica e assegura que há escritos dessa civilização que se referem a cento e cinquenta anos a frente de hoje ???o que demonstra que não pensavam no fim do mundo???, diz.  Ele comparou o calendário maia com os ???calendários de cozinha???.???Da mesma forma que o tempo não para quando eles chegam ao fim, no dia 31 de dezembro, não há motivo para pensar que com o calendário maia seria diferente???.Planeta Nibiru, tomentas solares, alinhamento planetário, mudança de polos e três dias de escuridão também são especulaçãoes para o fim do mundo em 2012. Segundo os estudiosos, nenhum desses fenômenos estão previstos.  
Com informações EBC

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE