Chico cola e defende Têxteis

Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Têxtil e de Confecção, o deputado estadual Chico Sardelli (PV) participou hoje (23/10) de protesto em frente ao Palácio de Convenções do Anhembi, em São Paulo, onde começou uma feira têxtil com expositores chineses de fio, tecido, acessório e vestuário. ???A manifestação teve como objetivo chamar a atenção da sociedade e do governo contra o processo de desindustrialização que o segmento têxtil e de confecção vem sofrendo no Brasil e o aumento indiscriminado das importações, vindas principalmente da China e da Índia. A Frente Têxtil apoia esse movimento e todas as ações em defesa da manutenção das empresas brasileiras e dos empregos que geram???, destacou.

O “grito de alerta” foi organizado pela Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), Sinditêxtil-SP, Sindivestuário, Conaccovest (Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do Setor Têxtil, Vestuário, Couro e Calçados) e Força Sindical. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de janeiro a setembro deste ano, o setor têxtil e de vestuário brasileiro já demitiu aproximadamente 55 mil trabalhadores, sendo 10.422 demissões no setor têxtil e 44.579 no vestuário.
Por outro lado, nos primeiros nove meses do ano, as importações de vestuário apresentaram aumento de 8,2%, em valor, comparativamente com o mesmo período em 2012. Em toneladas essa variação foi de 4,7%. Em uma década, o valor de produtos têxteis importados cresceu 20 vezes, saindo de US$ 110 milhões para US$ 2,1 bilhões. De acordo com o IBGE, de janeiro a agosto de 2013 houve diminuição de 1,46% na produção de vestuário e de 3,09% na de têxteis no Brasil. São Paulo apresentou a maior queda com 0,85% no segmento têxtil e queda de 12,65% no vestuário.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE