Edit

Chico cobra empenho de prefeitos pela despoluição da Represa de Salto Grande

O prefeito de Americana, Chico Sardelli, fez um apelo aos prefeitos da RMC (Região Metropolitana de Campinas) pelo tratamento de esgoto de cidades à montante, ao longo do Rio Piracicaba, para assim reduzir a poluição das águas do reservatório de Salto Grande. A declaração foi dada durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento da região em Indaiatuba, na manhã desta terça-feira.

A pauta do 224º encontro de membros do Conselho de Desenvolvimento da RMC incluiu, entre outros temas, a crise hídrica regional e apresentou uma atualização das obras da Barragem de Pedreira e do reservatório Duas Pontes, em Amparo.

Chico apelou aos prefeitos para que ampliem os índices de tratamento de esgoto em seus municípios a fim de reduzir a concentração de poluentes acumulados na represa de Salto Grande e que fornecem condições favoráveis para a proliferação das macrófitas no reservatório, prejudicando a balneabilidade e o lazer nas praias Azul e dos Namorados.

“A represa de Salto Grande, que compõe a Praia Azul e a Praia dos Namorados, recebe o esgoto in natura de 18 municípios que estão a montante da cidade de Americana. Hoje só nós pagamos a conta. É importante que nossos pares que aqui estão comecem a pensar nessa solução do tratamento de esgoto de seus municípios para que Americana possa também ter um pouquinho de oxigênio e de água limpa, para que este reservatório seja recuperado o mais rápido possível”, disse Chico.

O chefe do Executivo americanense destacou a responsabilidade compartilhada na preservação dos recursos hídricos da região. “Como nós de Americana estamos fazendo todos os esforços para tentarmos resolver este problema, é importante que a região, especialmente as cidades a montante, que ajudam a causar o problema, também possam ajudar a encontrar a solução”, declarou.

SOCIAL

Os prefeitos presentes ainda aprovaram o uso de R$ 18 milhões em recursos do Fundocamp (Fundo de Desenvolvimento Metropolitano de Campinas) para as ações sociais de enfrentamento à Covid-19. O recurso será dividido entre os municípios e, com a formalização dos convênios e a realização dos processos licitatórios, será possível atender os cidadãos com o fornecimento de cartão alimentação, vale gás, kit higiene e cestas básicas destinadas aos mais impactados pela pandemia.

Municípios com a população de até 50 mil habitantes serão contemplados com R$ 500 mil cada. São eles Engenheiro Coelho, Holambra, Morungaba, Pedreira e Santo Antonio de Posse. Os municípios com população entre 50 a 100 mil habitantes – Artur Nogueira, Cosmópolis, Jaguariúna, Monte Mor, Nova Odessa e Vinhedo – receberão R$ 800 mil cada. Municípios com a população entre 100 a 200 mil habitantes terão direito a R$ 1,05 milhão cada. São eles Itatiba, Paulínia, Santa Bárbara d’Oeste e Valinhos.

 

Americana e demais municípios com mais de 200 mil habitantes, como Campinas, Hortolândia, Indaiatuba e Sumaré, serão contemplados com R$ 1,3 milhão cada.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE