Chapecoense: corpos começam deixar Colômbia

(Reuters) – Dezenas de carros funerários começaram a transportar para o aeroporto de Medellín os primeiros corpos de vítimas do acidente na Colômbia com o avião que levava o time da Chapecoense, de onde serão enviados de volta para casa nesta sexta-feira.
O desastre ocorrido na noite de segunda-feira matou 71 pessoas e chocou torcedores de futebol de todo o mundo. Aparentemente o avião BAe 146, da empresa aérea boliviana Lamia, ficou sem combustível, perdeu a energia elétrica e se preparava para um pouso de emergência quando colidiu com as montanhas.
Só seis pessoas a bordo sobreviveram, entre elas três jogadores do clube catarinense, que seguia para disputar a maior partida de sua história: o jogo de ida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional de Medellín.
Os corpos e as cinzas de cinco bolivianos que estão entre as vítimas irão partir em uma aeronave militar Hercules, e os restos de um cidadão venezuelano em um voo comercial. Os restos mortais de uma vítima do Paraguai deixaram a Colômbia no final da quinta-feira.
Um comboio com os brasileiros mortos irá partir de uma casa funerária de Medellín ainda nesta sexta-feira e percorrer uma estrada montanhosa rumo ao aeroporto de Rionegro, de onde os corpos serão enviados de volta ao Brasil.
Na cidade de Chapecó, em Santa Catarina, operários montaram estruturas temporárias no estádio da Chapecoense, a Arena Condá, para abrigar os caixões de 51 vítimas –jogadores, comissão técnica e jornalistas– que devem chegar na manhã de sábado para um velório aberto.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE