Cerca de 40% dos brasileiros são afetados por bruxismo

Dentes desgastados, dores de cabeça e sensibilidade dental são sintomas que podem estar associados ao bruxismo, um problema que muitas pessoas enfrentam diariamente. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) na população mundial, cerca de 30% das pessoas têm essa condição, já no Brasil, os dados oficiais apontam que o problema atinge 40% da população.

O bruxismo é caracterizado pelo hábito de apertar ou ranger os dentes durante o sono. Segundo o ortodontista especializado em harmonização facial, Djalma Faria, “o bruxismo é um ato inconsciente e acontece apenas quando o paciente está dormindo. Já no período do dia é caracterizado pela atividade semi voluntária da mandíbula de apertar os dentes”.

Ainda que a causa específica do bruxismo não exista, o ortodontista comenta que o estresse, ansiedade e problemas com o sono, são os principais fatores ligados da tensão maxilar. “Sem o tratamento adequado, o bruxismo pode se tornar um hábito não somente na hora de dormir, mas também outros momentos durante o dia”, esclarece.

A maioria das pessoas que range os dentes não sabe que tem esse hábito involuntário, por isso outros sintomas mais comuns são: dor e zumbido no ouvido, dor no pescoço, na mandíbula e nos músculos da face, estalos ao abrir e fechar a boca. “Quem descobre mais facilmente são os maridos e esposas de quem tem bruxismo, devido o barulho. Outras pessoas percebem com o tempo, mas, em geral, costumam descobrir apenas na ida ao dentista”.

Tratamentos

A cura para o bruxismo ainda é desconhecida, mas o tratamento consiste em reconhecer o problema e tentar achar as causas no dia a dia. “Indico que os pacientes com bruxismo façam o uso de placas de relaxamento, tratamento com botox, além de terapias, alongamentos e até atividades físicas para ajudar no alívio da tensão”, esclarece.

Dicas para aliviar o bruxismo

Confira algumas dicas de tratamentos caseiros que podem ajudar aliviar o bruxismo:

1 – Mastigar antes de dormir: para acalmar uma mandíbula hiperativa, é interessante mastigar alimentos duros antes de dormir, como maçãs, por exemplo.
 
2 – Tomar banho: Banho quente ajuda a diminuir a tensão do dia. Por isso, é recomendado tomar uma ducha antes de dormir.

3- Alimentos estimulantes: Ingerir alimentos que têm muita cafeína pode atrapalhar na hora do sono, fazendo com que a pessoa fique muito agitado. Então é recomendado evitar café, chá preto e energéticos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE