CEI do cemitério pede afastamento da administradora

A CEI que investiga supostas irregularidades no cemitério do Parque Gramado, em Americana, pediu, através de um ofício, o afastamento da atual administradora Marisa Alves. Segundo o presidente da comissão, o vereador Thiago Brochi (PSDB), Marisa está interferindo nas investigações. 
“Ficou muito claro, até as pessoas que vieram aqui, que elas estão sofrendo represálias, inclusive pedindo pra mudar versões dos depoimentos para não serem prejudicadas. Segundo essas pessoas que passaram essas informações, ela (Marisa) está fazendo pressão, retirando pessoas que desenvolvem trabalhos no local há algum tempo”, disse Brochi. 

Além disso, Thiago afirma que o cargo de Marisa é irregular – Marisa é funcionária comissionada e o cargo só pode ser ocupado por servidor concursado –  além de ter ficado claro, através das testemunhas ouvidas, que a administradora exigia propina nos serviços prestados.
“As quatro pessoas que eu ouvi deixaram muito claro que ela exigia propina”, informou o presidente. 
O objetivo do ofício é que Marisa fique afastada de suas atividades até o fim das investigações. De acordo com Thiago,a conclusão da CEI ainda deve levar aproximadamente 50 dias. Marisa ainda deve ser ouvida pela CEI assim como secretários e testemunhas. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE