CEI da Saúde quer acelerar audiências

Reunidos na manhã desta terça-feira, 29 de novembro, os membros da CEI (Comissão Especial de Inquérito) da Saúde definiram novas atuações para ampliar as ações e ao mesmo tempo acelerar o processo das oitivas, que teve início nesta manhã na Câmara de Nova Odessa. Novas testemunhas foram oficiadas bem como os órgãos competentes para que a comissão possa ter acesso a documentos como prontuários, prescrição médica, boletim de ocorrência, entre outros.

Amanhã, quarta-feira, às 14 horas, serão ouvidos os familiares do Kaleb Henrique Garcia Silva Lopes. Estão confirmadas as presenças da avó, mãe e pai da criança, que serão ouvidos separadamente pela comissão.
???A comissão ganha um ritmo acelerado e é neste processo que temos que caminhar até o fim. A fase das oitivas teve início hoje, mas, tivemos a falta da família da Larissa, que informou ainda hoje que não podia estar presente por ainda estar muito abalada. Aproveitamos que estávamos reunidos e abrimos mais o leque das oitivas oficiando, além dos envolvidos diretamente outras pessoas que tiveram alguma aproximação com os casos. Acreditamos que até na sexta-feira, dia 2, devemos ouvir cerca de 20 pessoas???, explicou o presidente da comissão, o vereador Angelo Roberto Réstio.
Segundo o presidente, será dada uma segunda oportunidade para a família da Larissa de Oliveira Soares, dentro do prazo para a conclusão do relatório ficou, que precisa ser protocolado até o dia 12 de dezembro.  
Após a reunião entre a comissão na Câmara, os membros foram recebidos pelo novo secretário de Saúde de Nova Odessa, Vanderlei Cocato, que se colocou a total disposição para dar andamento ao processo da Câmara. ???Já que existe uma sindicância aberta pela Secretaria de Saúde, o secretário inclusive se propôs a ser ouvido pela comissão para poder colaborar ainda mais com as informações que ele já possui, o que acontecerá nesta quinta-feira???, disse Nenê Réstio.
As oitivas seguem na quinta-feira, dia 1, quando serão ouvidos o Secretário de Saúde, Vanderlei Cocato e o vereador Claudio José Schooder, por ter sido um dos denunciantes. Já na sexta-feira, dia 2, serão ouvidos os médicos que atenderam estes pacientes, os médicos da Comissão de ??tica, além dos diretores clínico e técnico do Hospital Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia.
???Vale ressaltar que o Legislativo não é um órgão punitivo e sim investigativo. O documento que vamos elaborar com este processo será entregue como mais um documento importante de fiscalização que será entregue aos órgãos competentes, que neste caso estamos falando do Ministério Público e o Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo)???, finalizou Nenê Réstio.
Entenda o casoA CEI foi instaurada no dia 16 de novembro, através do ato nº 22/2016. A comissão tem como presidente o vereador Nenê Réstio, a vereadora Carla Furini de Lucena (PSDB) como relatora e o vereador Antonio Alves Teixeira (PT), o professor Antonio, como membro.
O objetivo da Comissão é apurar as razões que culminaram no falecimento de Larissa de Oliveira Soares, com 12 anos, em outubro de 2016; Kaleb Henrique Garcia Silva Lopes, recém-nascido, em abril de 2016; Lorenzo Henrique, recém-nascido, em junho de 2016 e; Kimily Victoria Bezerra, que não há mais informações sobre este caso.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE