Nova Odessa terá 100 casas da CDHU

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), braço operacional da Secretaria de Estado da Habitação, assinou nesta quinta-feira, às 10 horas, convênio com sete municípios paulistas para a produção de 340 moradias de interesse social. A parceria foi firmada na tarde desta quinta-feira, 13 de agosto, na sede da Companhia, e contou com as presenças do secretário-executivo da Habitação, Fernando Marangoni, do presidente da CDHU, Reinaldo Iapequino, dos diretores da Companhia e de representantes municipais.

Os novos conjuntos habitacionais serão viabilizados por meio da modalidade Nossa Casa-CDHU. As prefeituras doarão à Companhia os lotes terrenos devidamente registrados em cartório de imóveis para a construção das moradias. Caberá à CDHU a elaboração do levantamento planialtimétrico do terreno e o credenciamento para selecionar as empresas que executarão o empreendimento. A contratação das construtoras será feita pela Caixa Econômica Federal.

“Parabéns aos prefeitos que assinam hoje convênio e à equipe da CDHU. É muito importante o dia de hoje, pois, em tempo de crise, o Governo do Estado, a Secretaria da Habitação e a CDHU mostram que estão trabalhando para levar cada vez mais habitação para quem mais precisa”, disse o secretário-executivo Fernando Marangoni.

Os imóveis vão atender famílias com renda entre 1,5 e 5 salários mínimos. A Secretaria de Habitação concederá subsídios aos beneficiários conforme a renda familiar. Será possível contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional. Desta forma, o valor das prestações ficará compatível com a capacidade de pagamento das famílias.

Municípios que assinarão convênio e número de unidades habitacionais (uhs):

Floreal – 30 uhs
Conchal – 50 uhs
Nova Odessa – 100 uhs
Alambari – 50 uhs
Mirassolândia – 50 uhs
Pracinha – 30 uhs
Sebastianópolis do Sul – 30 uhs

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE