CCJ da Câmara salva Temer mais uma vez

Em resultado dentro do esperado, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira relatório contra o andamento da denúncia que acusa o presidente Michel Temer e seus ministros Edson Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) de formação de quadrilha e obstrução de Justiça.
Foram 39 votos contra a possibilidade de Temer ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), 26 a favor de autorizar a abertura do processo e uma abstenção.
A decisão final, no entanto, cabe ao plenário de Câmara, que deve analisar a denúncia na próxima quarta-feira. São necessário 342 votos dos 513 deputados para que o Supremo possa analisar se dá prosseguimento ao caso – caso isso ocorresse, o presidente seria afastado do cargo.
Em agosto, a primeira denúncia contra Temer, por corrupção passiva, foi barrada ao receber aval de 263 deputados e o veto de 227.
Pesquisas de opinião mostram que o presidente tem apenas 3% de apoio da população, mas ainda assim espera-se que ele vai sobreviver à segunda acusação movida pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.
O deputado Julio Delgado, líder do PSB, reconhece que a tarefa da oposição de aprovar o andamento da denúncia é difícil. “Acredito que temos 15% de chance de aprovar. ?? baixa, mas não é zero”, afirmou à BBC Brasil. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE