Caso Daniel. Swing teria sido proposto por empresário

O empresário Edison Brittes, principal suspeito pelo assassinato do jogador Daniel Correia, encontrado morto com o pênis decepado no dia 27 de outubro, teria convidado o atleta para transar com sua esposa, Cristiana Brittes.

Segundo o jornal Massa News, emissora afiliada do SBT no Paraná, onde o crime ocorreu, Edison teria convidado Daniel para manter relações sexuais com sua mulher, enquanto ele assistia. Em depoimento à polícia, o acusado e Cristiana disseram que o atleta tentou estuprá-la, o que teria motivado o assassinato.

???A família tem direito de saber que Daniel não tentou estuprar ninguém, ele realmente foi inocente na história???, disse a testemunha. Ainda segundo o homem, que seria amigo de Edison, a relação a três seria consensual. No entanto, ???na cama, ele [Edison] se revoltou e quis matar o Daniel???.

Para a defesa do empresário, a informação compartilhada pela TV Massa não passa de uma ???fake news???. Segundo Claudio Delledone, a suposta testemunha está atrapalhando as investigações e inventando situações.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE