Carol Moura quer voltar à política, ainda sem lado

A advogada e empresária Carolina de Oliveira Moura, a Carol Moura, surgiu como uma das figuras mais promissoras na política de Nova Odessa nos últimos anos. Em 2012 concorreu a prefeita e, quatro anos mais tarde, se elegeu vereadora. Após três anos e meio do mandato, ela renunciou ao cargo em junho do ano passado, mas afirma que pretende voltar à política.

Carol Moura deixou a vereança em junho de 2020, antes da sessão em que poderia ter o mandato cassado pelos colegas devido à acusação criminal que respondia na época. No entanto, depois o caso teve a ‘punibilidade extinta’ através de acordo na Justiça. A ex-vereadora garante que o desgaste não a desmotiva a pensar em um retorno à vida pública.

“Pretendo voltar e com força total”, promete Carol, que permanece filiada ao partido Podemos. “Não sei ainda se a mais terna em relação a esse governo ou a mais feroz inimiga”, diz, se referindo ao ex-colega de Câmara e atual prefeito, Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD). “Não entendi a que veio ainda esse governo. O Leitinho precisa mostrar a cara”, aponta.

Carol chegou a ser secretária de Desenvolvimento Econômico durante a gestão do ex-prefeito Bill Vieira de Souza (PSDB), mas a atuação predominante foi de independência durante a maior parte do mandato. “Sem dúvida que minha oposição inteligente fez o governo Bill evoluir. Investigando, questionando e denunciando”, avalia.

Trabalho

O período no Poder Legislativo também é lembrado pela ex-parlamentar. “Através das comissões de Constituição, Justiça e Redação, e de Finanças e Orçamento, conseguir tornar várias leis exequíveis no município”, recorda Carol Moura. “Um governo inteligente deve ter uma mulher que sabe buscar recursos e projetos nos mais diversos partidos e universos políticos”, frisa.

O trabalho de intermediar a obtenção de verbas externas, através de deputados estaduais e federais, é outro ponto destacado por Carol. Ela somou mais de R$ 1 milhão no mandato 2017/2020. “O Podemos tem um vereador (Paulo Bichof) e possuo ótima relação com a deputada federal Renata Abreu, uma grande parceira na política e na vida”, destaca.

Surgida na política de maneira independente, Carol assim pretende continuar. “Nunca fui a cara do (ex-prefeito Manoel) Samartin, nem ‘cria’ dos (deputados Cauê e Vanderlei) Macris ou ‘filha’ do Chico Sardelli. Procuro fazer uma política mais independente e orgânica”, analisa. “Tenho vontade de continuar ajudando a cidade. Seja apoiando ou fiscalizando”, reforça.

Na esfera privada, Carol Moura criou uma startup que atua no auxílio de recuperações judiciais de empresas. Com escritório sediado em Ribeirão Preto e filiais em outras cidades, ela ajuda a reerguer quem está à beira da falência. “Empresários quebraram aos montes nos ramos de hotelaria, eventos, bares e restaurantes. A demanda cresceu na pandemia”, completa.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE