Carlão questiona fila para exames em SB

O vereador Antonio Carlos Ribeiro, o Carlão Motorista (PDT), por meio de Requerimento protocolado hoje (26), pede informações quanto ao agendamento e à realização de exames de Tomografia, Ressonância Magnética e Ultrassonografia no Município. O parlamentar afirma ter recebido diversas reclamações de usuários do sistema de saúde, os quais criticam a demora na realização desses exames, sobretudo no caso da ultrassonografia transvaginal.

???Esses exames são de extrema necessidade para a constatação de doenças mortais. Sem o diagnóstico tempestivo, a demora no atendimento pode prejudicar qualquer tratamento e o restabelecimento do usuário???, afirmou Carlão. O parlamentar destaca que alguns pacientes, agindo em estado de necessidade, acabam por buscar recursos entre familiares e até mesmo empréstimos bancários para realizar tais procedimentos em clínicas particulares, apesar de o direito à saúde ser garantido pela Constituição.
No requerimento, ele indaga o número de usuários que aguardam para a realização dos exames de tomografia, ressonância magnética e ultrassonografia e qual é o tempo médio de espera para a efetiva realização desses exames, assim como o valor gasto pela Administração Municipal para cada um deles. O vereador cita o elevado custo do equipamento usado para a tomografia, de US$ 270 mil, assim como valor de manutenção desse maquinário, US$ 30 mil, para indagar se seria economicamente viável a aquisição dessa máquina ou se seria melhor e mais rápido promover alguma parceria com a iniciativa privada ou terceirização do serviço.
Carlão cita também fala do ex-secretário municipal de Saúde, Dreison Iatarola, que no início deste ano, durante Audiência Pública promovida na Câmara, disse que os pedidos ultrassonografia transvaginal haviam sido zerados e que não havia mais nenhuma pessoa aguardando na fila. ???Porém, logo depois desse anúncio, diversas usuárias reclamaram na demora em tal procedimento???, afirmou o parlamentar, indagando o número de mulheres que aguardam por esse tipo de exame, assim como se o Município possui equipamento apropriado para a realização desse diagnóstico e se há, atualmente, algum convênio para a realização de ultrassonografia. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE