Capital de giro é sinônimo de renovação rápida

O planejamento organizacional, em confluência à administração monetária, é fundamental para manter as atividades empresariais em funcionamento pleno. Em requisitos econômicos, o responsável controle íntegro sobre as finanças incide diretamente no emprego de recursos e técnicas financistas.
O capital de giro é um desses artifícios. Apresentando rápida renovação, é inteiramente capaz de balancear o fluxo de caixa e fornecer a liquidez da operação disponível para a companhia.
Imprescindível à saúde financeira da empresa ??? e consequentemente às estruturas logísticas ??? o capital de giro é conceito primordial para a manutenção e crescimento de qualquer empresa, independentemente do porte e segmento.
Neste artigo, você vai compreender as essenciais utilidades desse recurso de reparação e melhoramento, assim como a maneira ideal de administrá-lo e calculá-lo.
Afinal, o que é capital de giro?Podemos definir esse meio como a associação de todos os recursos monetários disponíveis na empresa para suportar os variados custos operacionais. Simplesmente, é o dinheiro responsável por manter as atividades e desempenhos absolutos do negócio.
?? o principal componente da reserva de recursos, que será utilizado para suprir as carências financeiras da empresa ao longo do tempo. Em suma, é o valor necessário para fazer as transações comerciais acontecerem, ou melhor, girarem.
Vale apontar que ele não se concentra exclusivamente no caixa, mas também em investimentos que podem ser resgatados rapidamente ??? aplicações de alta liquidez. Está, assim, segmentado em contas bancárias, estoques, contas a receber, reservas, etc.
Os fundos extras ??? investimentos fixos, máquinas, softwares, imóveis e veículos ??? não são, porém, incrementos do capital de giro devido a não prontidão desses ativos para subsidiar as operações ??? não há liberação financeira direta.
Portanto, o giro é utilizado para efetuar as atribuições da companhia, como: salários, aluguéis, compras, cobranças gerais ??? energia, água, internet ??? e tributos.
 A importância de manter o planejamentoHipoteticamente, manter um valor mensal disponível capaz de custear as despesas, administrando bem o fluxo de caixa, já seria o suficiente para preservar a integridade financeira da empresa.
Algumas adversidades, porém, revelam a necessidade de manter um capital de giro ativo.
Para elucidar a importância desse planejamento, vamos utilizar o exemplo de uma loja física: uma certa quantia é desembolsada para adquirir as mercadorias que serão revendidas ao longo do mês. Durante o prazo de vendas, um quarto dos produtos são vendidos à vista, metade a prazo e o restante (outro um quarto) é mantido no estoque.
Assim, do valor despendido para o mês, apenas um quarto forneceu lucro direto para o caixa ??? insuficiente para cobrir as despesas fixas e complementar as vitrines.
Para casos como esse, a existência de uma reserva é substancial à manutenção do negócio e da sua competitividade no mercado ??? evitando dívidas e déficits orçamentários. O capital de giro conseguiria controlar a situação até a retomada de rendimentos.
Outros fatores que fogem da administração local, como crises econômicas, oscilações de mercados e sazonalidade, são imprevistos que podem alterar o planejamento estrutural do negócio, sendo necessário dispor da reserva de giro.
 Calcular o capital de giro idealPara calcular o capital de giro é preciso ter, em primeiro lugar, conhecimento sobre dois conceitos comerciais: ativos e passivos circulantes.
Ativos circulantesSão os valores correspondentes às contas a receber, estoques e outras quantias que variam conforme a área de atuação da empresa. ?? uma referência aos bens que podem ser convertidos, em curto prazo, em dinheiro direto.
Passivos circulantesJá os passivos são referentes às despesas, como os pagamentos de fornecedores e funcionários, contas a pagar, aluguel, impostos, etc.
CálculoComo os dois fatores mencionados são inconstantes, é preciso efetuar regularmente o cálculo de capital de giro, para que os gestores consigam compreender o desempenho efetivo da companhia.
A expressão, que leva o capital de giro líquido como produto, é realizada através da subtração dos passivos sobre os ativos.
Assim, CGL= AC (soma de todos os ativos circulantes) ??? PC (passivos circulantes).
Quanto maior o CGL, maior é o tempo útil para manter a empresa em pleno funcionamento. Mesmo que os lucros tenham sido baixos, ou que surjam despesas imprevistas, as despesas operacionais continuaram regulares.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE