Cantareira tem a maior alta durante a crise

S??O PAULO – Os seis maiores reservatórios de água que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo registraram aumento do volume armazenado nesta segunda-feira, 9. O principal deles, o Sistema Cantareira, que abastece 6,5 milhões de pessoas, cresceu pelo quarto dia consecutivo e atingiu 13,5% de sua capacidade, contra 12,9% do dia anterior. 

Durante todo o mês de março, choveu 100,5 mm na região do Cantareira. A média histórica para o mês é de 178 mm, segundo a Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp).

A última queda registrada pelo Cantareira foi no dia 1º de fevereiro. Na ocasião, os reservatórios desceram 0,1 ponto porcentual, de 5,1% para 5% – já considerando duas cotas de volume morto, de 182,5 bilhões de litros e 105 bilhões, adicionadas no ano passado.

A Sabesp divulgou que, pela primeira vez desde o início da sua operação, em 1973, o Cantareira deixou de ser o maior produtor de água de São Paulo, posto que agora pertence ao Guarapiranga. De acordo com a companhia, em fevereiro, o Cantareira produziu, em média, 14,03 m³/segundo, contra 14,49 m³/s do Guarapiranga. Em seguida, aparece o Alto Tietê, que entregou 11,04 m³/s no período.  (Estadão)

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE