Campinas recua e não vai abrir comércio

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), considera ???difícil??? o governo do Estado encerrar a quarentena no dia 10 de maio, como anunciado pelo governador João Doria (PSDB). ???Acho muito difícil a capital e a Grande São Paulo saírem da quarentena no dia 11 de maio, pelas informações que eu tenho recebido???, ressaltou Jonas durante uma live em suas redes sociais. Campinas teve mais três óbitos confirmados na data de ontem, devido à pandemia.Na avaliação do prefeito de Campinas, o cenário mais provável, a partir de 11 de maio, é que o governador conceda autonomia para determinadas regiões tomarem suas decisões, seguindo as normas da Saúde.O pronunciamento do prefeito está em sintonia com o que o próprio governador afirmou mais cedo, nesta quarta-feira. Devido à baixa adesão da população ao isolamento social, atualmente em 48%, Doria pontuou que dificilmente irá fazer uma reabertura do comércio na capital e na região metropolitana de São Paulo.
O plano de três etapas, anunciado pelo prefeito na segunda-feira, não teve o aval do Estado quanto à data de inicio, que seria dia 4. Jonas disse que não vai judicializar a questão, por entender que o plano foi aprovado.
???A data que esse plano vai entrar em vigor vai depender dessa determinação do governador???, destacou Jonas. Ele recomendou que todas as cidades elaborem um plano de retomada.
CURTAS< O deputado estadual Rafa Zimbaldi (PL) quer suspender o recesso do mês de julho, para os deputados de são Paulo. O pedido nesse sentido foi protocolado junto à Mesa Diretora da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) e também ao presidente da Casa, deputado Cauê Macris (PSDB). Durante o recesso parlamentar, são suspensas as sessões legislativas e os trabalhos das comissões. < ???Nesse período de pandemia tem projetos importantes que estamos votando, como a diminuição dos salários dos deputados e assessores, existem vários projetos que são importantes principalmente no combate ao coronavírus, como a destinação de R$ 320 milhões à Saúde do Estado, para o enfrentamento da pandemia???, afirmou Zimbaldi.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE