Cabo Natal dá recado firme a Bill e Leitinho

Durante a sessão ordinária realizada na segunda-feira (12), que marcou o retorno da Câmara de Nova Odessa após um mês, o vereador Sílvio Natal, o Cabo Natal (Avante), usou a tribuna livre para dar um duro recado ao prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), além do ex-chefe do Executivo, Bill Vieira de Souza (PSDB), com relação à pandemia de Covid-19.

Natal proferiu um discurso intitulado “O Brasil não é um país de covardes”, no qual citou que “enquanto o mundo enfrenta uma pandemia, aqui nós enfrentamos duas ou mais”. O vereador afirmou que a “desgraça que mais leva pessoas a óbito nesse país é a corrupção”, assim como pediu firmeza da Prefeitura na condução e que ‘mantenha os olhos no passado’.

“A corrupção dos gestores públicos que tira ainda mais dos mais necessitados, daqueles que já são negligenciados pelo Poder Público. Morre-se de Covid sim, é verdade, mas principalmente porque não há insumos suficientes para atender a demanda gerada pela pandemia. E não há insumos porque a compra do que é feito, via de regra é superfaturada”, diz.

“Desvia-se recursos de obras, da alimentação das crianças e agora, com mais frequência e menos pudor ainda, até mesmo àqueles que deveriam ser utilizados para a compra de insumos, o que inclui oxigênio”, acrescenta Cabo Natal. O parlamentar disse que o Brasil “tem sim alguns anticorpos que não desistiram dessa luta, de combater a corrupção”.

“O Ministério Público por exemplo é um deles, ao ajuizar a ação civil pública contra o ex-prefeito e alguns servidores de carreira, a fim de apurar irregularidades na compra de testes para diagnóstico de Covid. Deu dois recados: o primeiro é de que se trata de um órgão ativo e atento, não complacente com essas práticas de má-gestão, que como sabemos, tem se aperfeiçoado dia-a-dia. A corrupção e o corrupto se profissionalizaram, fizeram e fazem escola”, reforçou Natal.

“O segundo (recado) e para mim tão importante quanto”, frisa Natal, “é que o MP já não concorda mais com omissões dos agentes públicos que, em seus cargos sejam eles comissionados ou concursados, fingem não ver as irregularidades sendo praticadas diante de seus olhos, ao alcance de seus narizes”.

O vereador ainda pediu que Leitinho governe a cidade mantendo-se também “atento ao retrovisor”, porque “ignorar o passado aumenta a chance de repetir erros no presente e no futuro”. Cabo Natal finalizou dizendo que a Câmara Municipal estará atenta para ajudar a combater eventuais irregularidades, não apenas durante a pandemia de Covid-19.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE