Edit

Cabo Natal cobra grana da segurança pública e Tiãozinho quer ensino bilíngüe

O vereador Sílvio Natal, o Cabo Natal, está cobrando da Prefeitura de Nova Odessa a correta aplicação dos recursos decorrentes do prêmio “Parcerias em Ação”, entregue pelo Governo do Estado a cidades com boas performances nas áreas de Saúde, Educação e Segurança no fim do ano passado. Como premiação, o Município assinou um convênio com o Governo do Estado no valor de R$ 250 mil para ser investido na área da segurança. Na primeira edição da premiação, Nova Odessa foi reconhecida pela redução do índice de roubos.

O programa Parcerias Municipais foi lançado em 2019 com objetivo de intensificar a cooperação entre o Estado e os municípios paulistas, de forma a incrementar a execução das políticas públicas localmente, respeitando as peculiaridades, desafios e vocações de cada cidade.

De acordo com estatísticas divulgadas pela SSP (Secretaria Estadual de Segurança Pública), à época da premiação, Nova Odessa contabilizava queda de 51,6% no número de roubos, no acumulado entre janeiro e outubro de 2020.

“Sou um defensor da segurança público e dedico meu trabalho à busca de melhorias nessa área por entender que uma cidade segura é o desejo de todos os cidadãos. Até agora não tivemos informações sobre a aplicação desses recursos que deveriam ser destinados exclusivamente para projetos e aquisições que ampliassem as ações de combate ao crime em nossa cidade”, afirmou o vereador Cabo Natal.

Diante da inércia do município, o vereador protocolou requerimento que está na pauta da sessão da próxima segunda-feira e questiona se a prefeitura recebeu o recurso proveniente do referido convênio e, em caso afirmativo, onde o recurso foi aplicado. Caso o recurso não tenha sido recebido, quais motivos justificariam o atraso no recebimento.

Tiãozinho quer escola bilíngue para surdos

Em requerimento, vereador afirma que a inclusão da população surda depende de políticas públicas

Defensor das ações voltadas à garantia dos direitos e de acessibilidade à população surda de Nova Odessa, o vereador Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin, apresentou requerimento em que solicita que a prefeitura realize estudos para implantação de uma escola bilíngue no município, com ensino de Libras (Língua Brasileira de Sinais) como primeiro idioma.

“A educação bilíngue de surdos tem como público pessoas com deficiência auditiva sinalizantes, surdos, surdocegos, surdos com altas habilidades/superdotação e surdos com deficiências associadas que optam pela Língua Brasileira de Sinais. Envolve o respeito e a promoção da especificidade linguística e cultural dos educandos sinalizantes da Língua Brasileira de Sinais e a organização dos serviços educacionais disponíveis em classes bilíngues de surdos e em escolas bilíngues de surdos, garantindo, assim, a educação bilíngue que adota a Língua Brasileira de Sinais como primeira língua (L1) e a Língua Portuguesa escrita como segunda língua (L2)”, informa o vereador no texto do requerimento, que foi aprovado na sessão da última segunda-feira (23/08).

Ainda de acordo com o texto da propositura, “um ambiente escolar bilíngue não se constitui apenas de um espaço a ser adaptado para se tornar acessível aos surdos. Espaços educacionais bilíngues devem ser construídos com base no uso da Libras, que não deve ser utilizada como suporte de ensino, mas como base de uma reestruturação metodológica, cultural e linguística. Tal construção lança base para a organização da oferta de escolas bilíngues de surdos como espaços onde crianças e jovens surdos desenvolvam suas identidades e leituras de mundo como sujeitos sociais competentes, críticos e ativos”.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE