Cabeleireira recebe chave da casinha pós ocupação irregular

A cabeleireira Suzane Silva Amor recebeu simbolicamente esta semana, das mãos do diretor de Habitação de Nova Odessa, Adriano Lucas Alves, o “Professor Adriano”, as chaves de seu novo lar no Residencial das Árvores, conjunto habitacional com 720 apartamentos construídos com recursos dos programas ‘Minha Casa, Minha Vida’ (federal) e ‘Casa Paulista’ (estadual), em Nova Odessa. Suzane é a primeira beneficiada em um processo de regularização iniciado em 2018, após denúncias de ocupação irregular nos prédios. A reintegração de posse do imóvel ocupado pela nova proprietária ocorreu em janeiro, após decisão favorável numa ação judicial ajuizada pela Caixa Econômica Federal.

Visivelmente emocionada, a cabeleireira lembrou dos cinco longos anos de batalha pela moradia. “Eu me inscrevi, apresentei toda a documentação exigida mas, inexplicavelmente, fiquei fora da lista final de inscritos divulgada em 2014. Procurei o diretor de Habitação na época e recebi informações sem sentido, do tipo ‘seus documentos extraviaram’ entre outras coisas. Resumindo: mesmo preenchendo todos os requisitos, fiquei fora do sorteio. Foi aí que resolvi entrar na Justiça para fazer valer meu direito”, contou Suzane.

Os imóveis foram entregues em outubro de 2015 e a cabeleireira teve seu direito reconhecido pela Justiça, em meio a uma série de denúncias de venda, locação, cessão e abandono de imóveis nos três condomínios que formam o residencial – Ipê Branco, Ipê Amarelo e Ipê Roxo. Conforme as regras do programa, o mutuário não pode vender, alugar, emprestar, ceder ou abandonar os imóveis enquanto estiver pagando as parcelas do financiamento à Caixa. Caso uma dessas situações seja comprovada, o proprietário perde a moradia, que é redistribuída para outra família da lista de espera.

Como tinha uma sentença a seu favor, Suzane passou a encabeçar a lista e viu seu sonho começar a ser realizado em janeiro deste ano, quando a Diretoria de Habitação, a pedido da Caixa, cumpriu mandado de reintegração de posse de um apartamento no condomínio Ipê Branco. A ação foi resultado de procedimentos abertos pela Prefeitura de Nova Odessa para investigar 22 unidades denunciadas por ocupação irregular, após vistorias realizadas em março de 2019. Os relatórios encaminhados pelo município foram pontos de partida para a investigação que resultou no ajuizamento de ações pela financiadora do programa.

SONHO REALIZADO. Suzane assinou o contrato no dia 14 de abril e se mudou para o apartamento no dia 18 de julho. “Valeu a pena lutar. Foi uma longa jornada, mas deu tudo certo. Agradeço do fundo do coração ao Professor Adriano, um anjo que Deus colocou na minha vida. Desde o início, ele me atendeu com atenção e agiu com transparência, vontade de ajudar e disposição para fazer o certo e resolver meu problema”, afirmou a cabeleireira, que divide o apartamento de 53 metros quadrados com a filha de 10 anos e o namorado.

COMBATE A FRAUDES. “É um caso de justiça divina. A Suzane foi injustiçada no processo de distribuição e, desde que assumi a Diretoria de Habitação, em fevereiro de 2018, batalhamos para que ela e outras famílias prejudicadas tenham seus direitos garantidos. É um começo, mas há muitas outras irregularidades sendo investigadas para que outras famílias possam realizar seus sonhos, como a Suzane”, avaliou Professor Adriano.

Para ele, a reintegração é resultado do trabalho transparente e focado no combate às fraudes, determinado pelo prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza. “Na Diretoria de Habitação, procuramos humanizar o atendimento e valorizar o direito de cada pessoa. Afinal, trabalhamos com sonhos”, disse o diretor, que esta semana coordenou outra ação de fiscalização, na qual foram flagrados mais seis imóveis com indícios de ocupação irregular, nos residenciais das Árvores e Jardim Fibra. O relatório das vistorias será encaminhado à Caixa para sequência do processo que pode resultar em novas reintegrações de posse.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE