Bullying: Peça teatral conscientiza 300

Aproximadamente 300 estudantes de 5º ano do Ensino Fundamental de escolas municipais de Nova Odessa assistiram nesta segunda-feira (22), no Clube da Melhor Idade, a peça teatral “A Culpa é de Quem?”. A atividade integra as ações do programa de educação de trânsito e meio ambiente ‘Caminhos Para a Cidadania’, do Instituto CCR, realizado pela concessionária de rodovias CCR AutoBAn em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação.

Os alunos foram divididos em duas turmas, de manhã e tarde, com aproximadamente 150 cada. A peça teatral propõe o diálogo entre o mundo real e o virtual, equilibrando o uso da tecnologia com as relações interpessoais, sem prejuízo para nenhuma das partes. O espetáculo conta a história de um inspetor de alunos que se vê diante de um caso de bullying virtual em sala de aula, enquanto aguarda a chegada da nova professora para apresentá-la à classe.
Diante do acontecimento, o inspetor sugere uma atividade diferente na sala de informática: uma viagem virtual para resgate dos valores perdidos naquele dia. ‘Sugados’ pelo computador, os alunos deixam de ser usuários externos e se tornam personagens de uma aventura cibernética em que o grupo deve trabalhar unido para desvendar enigmas relacionados a valores humanos.
O ‘Caminhos Para a Cidadania’ é um programa promovido pela AutoBAn em 240 escolas, de 15 municípios que estão sob a área de influência das rodovias de abrangência da concessionária. São cerca de 40 mil alunos e 1.600 educadores envolvidos no projeto, que visa à conscientização e mudança de comportamentos com relação ao meio ambiente, segurança no trânsito e cidadania.
Diretora de Ensino Fundamental do Município, Rosimar Paschoalin ressalta a importância da apresentação teatral. “?? uma peça de teatro popular muito bonita e que conscientiza os alunos por meio do entretenimento e da diversão”, destaca. “Aborda questões importantes do cotidiano das crianças e jovens, vindo a complementar o trabalho desenvolvido pelos professores e a Secretaria de Educação”, finaliza.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE